Robôs a servir às mesas, inteligência artificial, casas-de-banho inteligentes e cascatas luminosas. Parecem ingredientes de um enredo de ficção científica, mas em Lisboa, vão passar a ser parte da experiência do novo restaurante Estação Menina Bonita, que alia a alta cozinha à tecnologia de ponta, para uma viagem gastronómica sem igual.

A palavra “estação” no nome convida, de imediato, ao embarque numa viagem de sabores inesquecível, que passa pelas mais diversas gastronomias do mundo. Contudo, esta não é uma viagem como qualquer outra. Através de uma harmoniosa mistura entre a alta gastronomia e o entretenimento, a tecnologia avançada e o design sofisticado são elementos-chave deste projeto que o tornam numa experiência sensorial inesquecível.

Logo à entrada, os clientes são saudados por uma escultura de Anairam, do artista plástico brasileiro Braga Tepi. Com 3 metros de altura, a guerreira mitológica Tupi protege os viajantes que entram a bordo desta viagem, na Estação Menina Bonita.

Os toques vanguardistas estão presentes em todos os aspetos do restaurante. Com 10 robôs a desempenhar funções, desde serviço à mesa à receção dos clientes. Grande parte do entretenimento e do design do espaço tem por base a tecnologia, com uma cascata luminosa e kinetic balls para espetáculos de luzes enquanto se desfruta de uma boa refeição.

A carta é uma verdadeira viagem por 15 países diferentes, passando por todos os continentes. Com aromas e sabores distintos, a Estação Menina Bonita transporta os seus viajantes pelos vários cantos do mundo. Começando pelo Peru, de onde nos chega a inspiração do Cebiche de bacalao, rumando até aos EUA com a Texas Chicken e seguindo a viagem com pratos como o suculento Lomo Parrillero uruguaio ou o Fileto Piemontese, um filet mignon que junta as gastronomias italiana e francesa.

Situada na Avenida Infante Dom Henrique nº306, a Estação Menina Bonita está aberta para almoços (com menu executivo durante a semana) e jantares.

Artigo anterior“Lago dos Cisnes”: Ballet de Kiev estreia-se em Lisboa, em janeiro, com um bailado carregado de simbolismo
Próximo artigoSem planos para os feriados de dezembro? Aventure-se numa escapadinha na ilha da Madeira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui