Montra Marques Soares na Baixa do Porto
A montra da Marques Soares na Baixa do Porto, junto ao Clérigos

As caixas utilizadas no envio de encomendas ganharam uma nova vida e agora estão na montra dos Armazéns Marques Sousa, marca histórica no comércio tradicional do Porto, situada na Rua das Carmelitas, junto à Torre dos Clérigos.

A inauguração das novas montras da Marques Soares para a estação Primavera/Verão acontece já no próximo dia 5 de abril, data em que reabrem as lojas. O trabalho de conceção esteve mais uma vez a cargo do diretor criativo Pedro Caride e a aposta incide na simplicidade e na cor em caixas utilizadas no envio das encomendas.

A Montra da Marques Soares foi feita com recurso a 2000 caixas

O lançamento das montras de Primavera/Verão e Outono/Inverno são dois momentos marcantes na dinâmica da icónica marca portuense e na sua relação com a cidade. “Pretendemos que as montras dos Armazéns Marques Soares sejam um ponto central da zona dos Clérigos, que contribua para dinamização da Baixa da Cidade, que as pessoas venham aqui de propósito, que parem para ver, para tirar fotografias”, sustenta a administração.

Esse era também o desafio a que o criativo Pedro Caride respondeu mais uma vez. “Recorremos às caixas que a Marques Soares utiliza na loja online para enviar os produtos e trouxemo-las para as montras, juntamente com o papel de seda que é usado para embrulhar os produtos que seguem nas caixas e que lhe dão um toque manual, um carinho especial na entrega”, diz Pedro Caride.

Ao todo foram utilizadas cerca de 2000 caixas e 5000 m2 de papel de seda para preparar todo o décor. “É um trabalho feito de material 100% reciclado e que recorreu ainda a fornecedores locais, com os quais a Marques Soares trabalha diariamente, cujos rostos conhecemos e que nos são próximos”, refere Pedro Caride.

Os armazéns Marques Soares ficam da Rua das Carmelitas

O maior elogio que pode ser feito ao trabalho, garante o criativo da Marques Soares, “é as pessoas virem ver as montras, parar para fotografar”. “É a vida a voltar ao seu normal, as pessoas a fazerem compras. É isso que queremos e esperamos para estes próximos tempos e que seja para durar”, assegura.

Pedro Caride explica ainda que se tratou de um trabalho quase de filigrana, “em que se adaptou um pouco a essência da street art: com elementos simples, muito visuais e através do papel de seda e das cores deixamos transparecer o interior das lojas”. “É uma conceção que nos transmite esta ideia de Verão, de cor, de alegria, típicos de uma estação de Primavera/Verão”, acrescenta.

As montras estão já expostas, ainda sem manequins, e podem ser visitadas por quem passar na Rua das Carmelitas. A abertura ao público irá ocorrer a partir de 5 de abril. “Vamos abrir apenas o piso ao nível da rua e cada entrada irá funcionar com uma loja isolada, de modo a respeitar o limite de 200 metros quadrados de superfície de loja, como define o Plano de Desconfinamento”, salienta a administração da Marques Soares. A partir de 19 de abril, dando cumprimento ao plano apresentado pelo Governo, abrem os restantes pisos da icónica loja portuense.

Para já, e até à reabertura de portas, a Marques Soares continua a estar acessível através da loja online.

Artigo anteriorDa Fórmula 1 à Vela. Eventos desportivos marcam a reabertura do Algarve ao turismo
Próximo artigoToneladas de plástico transformadas em Monstro Marinho no Parque das Nações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui