Por Clara Pinto Coelho

A ilha mais “caliente” da Europa é conhecida pelas suas noites vibrantes, gente bonita e muito glamour, mas Ibiza tem muito mais para oferecer, além da sua fama noturna. Repleta de paisagens fantásticas, uma mistura de tons de azul e verde e um pôr-do-sol de cortar a respiração fazem desta ilha a combinação perfeita entre o dia e a noite.

Fomos à descoberta dos seus encantos e a melhor forma de o fazer é de carro, alugámos um e partimos na nossa aventura. Confesso que o nosso objetivo era conhecer a ilha, e também descansar, pelo que não fomos explorar a parte noturna, mas sim “a outra face da ilha”.

Ficámos hospedadas no Iberostar Selection Santa Eulália, um lugar calmo e bom para descansar, com um ótimo serviço e eco-friendly, algumas das características que nos fizeram optar por esta unidade hoteleira.

Resolvemos começar por visitar o centro de Ibiza e a Dalt Vila. O centro de Ibiza é paragem obrigatória: super charmoso, cheio de restaurantes, lojinhas e muitos bares e, claro, a sua marina mundialmente conhecida pelos iates de pessoas famosas. Para mim, a parte mais bonita é mesmo a Dalt Vila. Cercada por uma muralha, parece que entrámos noutra época, com as ruas estreitinhas de chão empedrado repletas de história. Subimos até ao castelo (não foi fácil debaixo de 39 graus) e encontrámos uma vista fabulosa, sem dúvida, vale a pena a subida. Além do castelo, visitámos também a Catedral de Santa Maria de la Neu, a casa do governador e perdemo-nos pelas suas ruelas e recantos, cada um mais bonito que o outro.

A nossa viagem teve a duração de sete dias, no entanto, com bom tempo de abril a outubro, é também uma ótima opção para uma escapadinha. Vai saber a pouco, mas é sempre uma oportunidade para regressar.

A ilha é rica em beleza natural, vários trilhos e imensas calas (pequenas praias). Eis um resumo de algumas que visitámos e gostámos com alguns spots fantásticos, todas diferentes e com os seus encantos:

Sa Caleta: com as suas águas transparentes e falésias de cor laranja, aqui também se encontra um dos “instagram spots”. Subindo a falésia e caminhando uns 5 minutos pelo trilho, encontramos uma gruta, através da qual se avista a praia ao fundo, não há como não ficar encantada.

Cala d’Hort: uma praia de água bem quente e com vista para Es Vedrà. Devido às pedras que tem, aconselho a levar calçado de água. Subindo a estrada e depois o trilho, conseguimos alcançar o miradouro de Es Vedrà. Descendo um pouco por outro trilho, mesmo por baixo do miradouro temos uma gruta, a cueva del Indio, onde conseguimos, sem dúvida, a melhor foto de Es Vedrà.

Cala Escondida e Cala Comte: a Cala Escondida é uma praia bem pequena, para nudistas, mas frequentada por todos. Tem um chiringuito (barzinho de praia) onde se pode petiscar e apreciar o pôr-do-sol. A Cala Comte, mesmo ao lado, já com um extenso areal, é muito frequentada pelos cruzeiristas que chegam nos seus autocarros e passam lá a manhã ou a tarde. Tem também um restaurante Sunset Ashram onde se pode almoçar ou jantar (tem de ser feita pré-reserva) com uma vista fabulosa para a praia.

Cala Llonga: uma praia de areal branco e sem pedras, muito frequentada por famílias e por quem procura um lugar calmo e de fácil acesso, tanto para caminhar como para estacionar.

Benirrás: uma praia de areia e pedra, com água em tons verdes e muito quente, rodeada de vegetação densa. É a combinação perfeita, linda! Também é o ponto de encontro para muitos hippies e turistas aos domingos para apreciar um dos pores-do-sol mais famosos da ilha ao som dos tambores.

benirras-768x1024 Diários de Viagens: Ibiza, caliente

Cala Salada e Cala Saladeta: uma praia de pedra, água transparente e verde, rodeada por uma vegetação luxuriante, um autêntico cartão-postal, só lá indo para poder apreciar tal beleza, para chegar a Cala Saladeta, ainda existe mais um trilho para lá chegar, mas consegue ser ainda mais bonita do que a Cala Salada.

Cala Xarraca: uma praia pequena, com águas muito transparentes. Perto da praia, existia um dos spots mais procurados devido a um baloiço, mas que neste momento já não existe, vale pelas águas transparentes.

Platja de Portinax: uma praia com um extenso areal e também muito procurada por famílias, zona calma e tranquila, com bons acessos, também tem alguns hotéis com acesso direto à praia.

Aguas Blancas: uma praia longa, mas com pouco areal. É difícil arranjar um lugarzinho para estender a toalha, mas com tanto calor, só mesmo dentro de água. Tem um Chiringuito (bar de praia) para poder petiscar e tomar uma bebida.

Cala Tarida: uma praia de areal extenso, também muito frequentada por famílias. Tem fácil acesso e um dos melhores pores-do-sol que já vi, simplesmente lindo!

Melhores lugares para apreciar o pôr-do-sol:

  • Es Vedrà
  • Sunset Ashram na Cala Comte
  • Kumharas em Santo António
  • Ses Salines
  • Benirras

Além das praias, existem outros lugares e vilas imperdíveis, nomeadamente:

San Rafael, uma pequena e pacata vila, localizada no centro de Ibiza, com a sua belíssima igreja branca de San Rafael de Forca ou também conhecido por San Rafel de Sa Creu.

igreja-san-Rafel-1-768x1024 Diários de Viagens: Ibiza, caliente

Puertas de Can Soleil, IMPERDÍVEL! Duas portas espetaculares viradas para Es Vedrà e junto do relógio do sol, um lugar mágico, o monumento Time & Space, composto por 13 colunas de pedra em círculo e uma ao centro, localizado junto da Cala Llentia, um autêntico cenário, onde se consegue as fotos mais giras e incríveis da ilha.

Atlantis, com uma localização bastante difícil, além de um trilho, tem ainda uma descida por uma escarpa, para chegar à famosa cidade perdida de Atlantis, hoje em dia também conhecida por Sa Pedrera, pelo caminho tem diversos sinais hippies, rituais de pedras sobrepostas e várias cavernas, geralmente utilizadas por hippies onde ficam a apreciar o pôr-do-sol e acabam por pernoitar.

Cova de Can Marçà, localizada junto ao porto de San Miguel, uma gruta com cerca de 100.000 anos, com as suas estalactites e estalagmites, com uma cascata interior onde fazem um espetáculo de luz e som, uma escada de lagoas com “luz negra” que ficam verdes florescentes, enfim um passeio pelo interior da gruta que é um autêntico “show” durante cerca de 30 minutos.

Sant Joan de Labritja, uma vila encantadora, com as suas casas brancas, com janelas verdes e amarelas, ruelas repletas de flores e plantas, restaurantes charmosos e, claro, a sua igreja vestida igualmente de branco.

Santa Eulália, cidade simpática e familiar, com vários restaurantes, bares ao longo do passadiço, uma marina com os seus belos iates e de onde também saem os ferries para Formentera e também para Ibiza, cidade muito cuidada e limpa, cheia de cor, vale a pena ir lá jantar e aproveitar um pouco da noite também, muito mais calma que o centro de Ibiza.

Ibiza by night, embora não tenha sido o nosso objetivo, sim, também por lá passamos para ver a noite. Demos um pulinho ao hippy market (que funciona de maio a outubro), para ver como pairam as modas, passamos pela playa d’en bossa, cheia de gente jovem e sempre em festa.

Não fomos, mas deixo aqui algumas das discotecas mais famosas: Amnesia, Pacha, Ushuaia, Priviledge Ibiza, Es Paradis, Lio Ibiza e Hï Ibiza.

Mercado Hippie Las Dalias, um dos maiores mercados hippies, vão com tempo, pois o espaço é enorme e tem de tudo, vendem tudo o que é possível e imaginário. Imperdível!

Achavam que não iria falar de Formentera? Impossível….

Um dia em Formentera, saindo do Hotel Iberostar Selection Santa Eulália, numa curta caminhada chegámos a Cala Pada, onde apanhámos o ferry para Santa Eulália. Trocámos de ferry para chegar a Formentera, ao chegar temos vários transportes, há quem alugue uma mota ou uma bicicleta, nós optámos por apanhar o autocarro até à primeira praia e já ficámos encantados ….Ses Illetes, linda, linda, linda, com as suas águas cristalinas e areia com grãos cor-de-rosa, já não quisemos sair dali. Existem mais praias e lugares a visitar: Playa de Migjorn, cala d’es Mort, ir até ao Faro de la Mola e ao Miradouro de Formentera. Aconselho a ficar uns dias no paraíso, explorar todos os cantinhos da ilha, aproveitar os restaurantes super charmosos e descansar, sim, Formentera é para descansar. Existem ferries diários a sair bem cedo 07h e regressar ate às 23h/24h, no entanto se optarem por ficar em Formetera, têm por exemplo o Hotel Riu La Mola que tem a opção de meia pensão (pois os restaurantes são bastante caros), no entanto como a ilha tem pouca oferta hoteleira aconselho a reservar com bastante antecedência para arranjar disponibilidade e também melhores valores.

Ibiza foi para mim, sem dúvida, uma bela surpresa, confesso que fiquei encantada com o seu charme e lugares fantásticos com um toque de misticismo, por isso, atreve-te, parte à aventura e descobre os segredos mais bem guardados desta ilha, encanta-te pelas inúmeras e pequenas calas de água cristalina, pela sua cultura e aldeias com as suas casas brancas, percorre os diversos trilhos com vistas de cortar a respiração e finaliza com o pôr-do-sol mais bonito, relaxa e contempla…

Estás preparado para a próxima viagem?

Clara Pinto Coelho é a autora deste artigo. Além de trabalhar há 10 anos na indústria hoteleira e há 16 anos na indústria do turismo, adora descobrir novas paragens, misturar-se com os seus povos, percorrer trilhos e aproveitar o que de melhor o mundo tem para oferecer.

Instagram da Clara Pinto Coelho

Email: benfica.gerencia@bestravel.pt

Artigo anteriorHong Kong está a oferecer 500.000 bilhetes de avião para impulsionar o turismo
Próximo artigoMuseu do Oriente organiza workshops criativos de Pintura em Seda e Gravura com Chine Collé

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui