A companhia aérea australiana Qantas anunciou no passado dia 3 de março o lançamento de voos mistério. Os voos mistério consistem em três voos domésticos para viajantes interessados em desfrutar de experiências de viagem únicas na Austrália, enquanto as fronteiras internacionais permanecem fechadas.

Os voos partem de Sydney, Brisbane e Melbourne para um destino desconhecido, apenas se sabe que estão a aproximadamente duas horas de distância. Como parte da criação de uma experiência única a bordo, os voos vão ser operados a baixa altitude para permitir uma visão panorâmica dos principais pontos de referência durante a rota e oferecerão uma experiência em terra antes do voo de volta. As experiências podem incluir a produção de vinho, um almoço gourmet ou mergulho numa ilha tropical.

As tarifas com tudo incluído (voos, refeições e atividades no local) começam nos 737 dólares australianos (476 euros) para a classe económica e os passageiros não saberão o destino até aterrarem- embora receberão uma pista quando forem avisados sobre o que levar na bagagem de mão.

Os voos mistério estão à venda no site da companhia para viagens em março, abril e maio.

Quando começaram os voos mistério?

Não é a primeira vez que a companhia aérea australiana vende voos mistério. Foi uma grande tendência na década de 1990. Os viajantes apareciam no aeroporto e recebiam lugares em voos regulares para qualquer um dos destinos da companhia aérea, passavam o dia e depois regressavam a casa.

Em 2021, a Qantas desenvolveu o conceito e oferecerá três experiências de voo mistério num Boeing 737  que incluirão não apenas o voo, mas um dia inteiro de atividades num destino que à partida desconhecem. Todos os destinos estão fora das grandes capitais.

A diretora de clientes do Grupo Qantas, Stephanie Tully, disse que os voos mistério têm como objetivo dar aos australianos experiências de viagem memoráveis e promover o turismo doméstico.

Existem outras companhias aéreas que oferecem voos mistérios? O jornal The Independent responde. No passado, outras companhias aéreas na Austrália e na Alemanha realizaram viagens com conceitos semelhantes no passado. A transportadora alemã de baixo custo Eurowings ofereceu uma experiência chamada “Blind Booking”, em que os viajantes não sabiam para onde estavam a reservar o seu voo até completarem a reserva.

A Virgin Australia ofereceu, no passado, “Mystery Breaks”, que eram ofertas de voos e hotéis para um destino desconhecido. Os pontos de partida eram os principais aeroportos australianos, com vários destinos possíveis, incluindo uma ampla variedade de cidades em todo o país.

E em Portugal?

A Portugal o conceito de viagens mistério chegou em 2016 com a startup espanhola Waynabox, conhecida pelo modelo de venda de viagens, no qual os clientes só conhecem o destino para onde vão viajar dez dias antes da partida. Em 2019, antes da pandemia, a empresa estava a operar para vários destinos europeus e nos EUA.

A FlyKube, outra empresa de viagens surpresa, chegou a Portugal em 2019 disponibilizando viagens a partir dos aeroportos de Lisboa, Porto e Faro. Criada em Barcelona em 2017 para revolucionar o mundo das viagens, esta plataforma tem como objetivo ser uma alternativa aos pacotes tradicionais de viagens, acrescentando um fator especial: a surpresa.

Artigo anteriorSavoy Palace dedica mês de março às mulheres com um programa especial
Próximo artigoJá pode reservar voos para o Verão de 2022 na easyJet por 24,49€

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui