Créditos: Danila Hamsterman/Unsplash

O número de viajantes regressou em 2022 a níveis quase pré-pandémicos, mas alguns destinos populares já estão preocupados com o regresso do “overtourism“, ou excesso de turismo. Como resultado, alguns países recorreram à implementação de uma “taxa turística” em 2022 e outros têm planos para introduzi-la no próximo ano. Para ser mais simples planear a sua próxima viagem, o Euronews reuniu uma lista com todos os países em que terá de pagar uma taxa para entrar em 2023.

A Tailândia introduzirá uma taxa turística no final de 2022

A Tailândia irá introduzir uma taxa turística de 300 Baht (8 euros) no final deste ano. O governador da Autoridade do Turismo da Tailândia disse à Reuters que parte da taxa “será utilizada para cuidar dos turistas”. A receita ajudará também a financiar novos desenvolvimentos de atrações turísticas, tais como o Grand Palace, em Banguecoque.

Valência e Veneza vão introduzir impostos turísticos em 2023

Veneza. Créditos: Henrique Ferreira/Unsplash

Valência anunciou que irá introduzir um imposto turístico para os viajantes em todos os tipos de alojamento na região, incluindo hotéis, hostels, apartamentos e parques de campismo. A taxa entrará em vigor no final de 2023 ou início de 2024 e os visitantes terão de pagar entre 50 cêntimos e 2€ por noite, dependendo do alojamento escolhido, por um máximo de sete noites.

As autoridades dizem que a taxa servirá para o desenvolvimento sustentável do setor turístico da região. As receitas serão também utilizadas para fornecer alojamento mais acessível para os habitantes locais em pontos de turismo.

Veneza também poderá em breve começar a cobrar aos turistas que visitam o país a partir do verão de 2023. O jornal italiano La Stampa tinha noticiado, em agosto, que o destino propôs várias medidas para controlar o número de turistas, tais como um sistema de reservas online. A taxa proposta variaria entre 3 e 10 euros, dependendo da época do ano.

A União Europeia implementa um visto turístico em 2023

Até novembro de 2023, os cidadãos não comunitários, incluindo americanos, australianos, britânicos e outros viajantes de fora do espaço Schengen, terão de pagar 7 euros para poderem entrar na União Europeia. Cidadãos com menores de 18 anos ou maiores de 70 estão isentos desta taxa.

Todos os países onde já tem de pagar uma taxa turística para entrar

Muitos países já têm uma taxa turística em vigor, por uma variedade de razões. Para alguns, funciona como uma tentativa para reduzir o número de turistas e de evitar excesso de turismo. Para outros, é quase como um imposto de sustentabilidade sobre cada visitante. A receita proveniente destas taxas é utilizada para a manutenção das instalações turísticas e para a proteção dos recursos naturais.

Innsbruck, Áustria.

Na Áustria, os turistas pagam uma taxa turística por cada noite de estadia, que varia dependendo da província. Em Viena ou Salzburgo, pagará um extra de 3,02% na conta do hotel, por pessoa. O imposto de turismo na Bélgica também é aplicado ao alojamento, por cada noite de estadia. A taxa está por vezes incluída na tarifa do quarto do hotel, mas alguns estabelecimentos hoteleiros separam e fazem desta uma taxa suplementar, pelo que é necessário verificar cuidadosamente a sua conta. Em Antuérpia e Bruges cobram uma taxa por quarto. A tarifa em Bruxelas varia em função do tamanho do hotel e da sua classificação. Em geral, é cerca de 7,50 euros.

Embora as taxas turísticas da maioria dos países sejam inferiores a cerca de 20 euros, o imposto do Butão é, em comparação, muito elevado. A taxa mínima diária para a maioria dos estrangeiros é: 250 dólares (228 euros) por pessoa por dia, durante a época alta, e um pouco menos na época baixa.

Punta Cana, República Dominicana.

A Bulgária também aplica uma taxa turística nas estadias. É relativamente baixa e varia consoante a área e a classificação do hotel – o máximo que pode atingir é cerca de 1,50 euros por noite. A maioria das ilhas das Caraíbas também tem taxas turísticas adicionadas ao custo do hotel ou uma taxa de saída do país. Antígua e Barbuda, Aruba, Bahamas, Barbados, Bermudas, Bonaire, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Caimão, República Dominicana, Granada, Haiti, Jamaica, Monserrate, St. Kitts e Nevis, Santa Lúcia, St. Maarten, São Vicente e Granadinas, Trindade e Tobago, e as Ilhas Virgens Americanas, todos estes destinos têm algum tipo de taxa turística. As taxas variam entre 13 euros nas Bahamas e 45 euros em Antígua e Barbuda.

A Croácia aumentou o seu imposto turístico em 2019. No entanto, o aumento da taxa só se aplica durante a época alta de verão. Os visitantes pagam cerca de 10 kuna (1,33 euros) por pessoa por noite. Na República Checa só é necessário pagar uma taxa turística quando se visita a capital, Praga. A taxa é inferior a 1 euro e é paga por pessoa, por noite, até 60 noites. O imposto não se aplica a crianças menores de 18 anos.

Paris, França.

Também existe uma taxa turística em França, que é acrescentada à sua conta de hotel e varia dependendo da cidade em que se encontra. As tarifas variam entre 0,20 euros e cerca de 4 euros por pessoa, por noite. Hotspots turísticos, como Paris e Lyon, utilizam a receita para manter as infraestruturas turísticas. A Alemanha tem um “imposto cultural” – kulturförderabgabe -, e também um “imposto de cama” – bettensteuer -, em cidades como Frankfurt, Hamburgo, e Berlim. A taxa é cerca de 5% da sua conta de hotel.

O imposto de turismo na Grécia baseia-se no número de estrelas do hotel, mas ronda os 4 euros por quarto, por noite. Foi introduzido pelo Ministério do Turismo grego para ajudar a reduzir a dívida do país. Na Hungria, as taxas turísticas só se aplicam em Budapeste. Os viajantes têm de pagar 4% extra, todas as noites, com base na tarifa do hotel.

Os impostos turísticos na Indonésia também só se aplicam em Bali. Em 2019, uma nova lei estabeleceu que os visitantes estrangeiros devem pagar uma taxa regional de 9 euros. As receitas provenientes do imposto são utilizadas, alegadamente, em programas que ajudam a preservar o ambiente e a cultura balinesa.

Roma, Itália

Os impostos turísticos em Itália dependem da sua localização. A taxa em Roma varia entre 3 a 7 euros por noite, dependendo do tipo de quarto, mas algumas cidades mais pequenas cobram mais.

No Japão, os visitantes pagam 1.000 ienes (cerca de 8 euros) quando saem do país. O website oficial de turismo afirma que esta pequena taxa faz “uma diferença significativa” para a economia japonesa. O imposto de turismo da Malásia é uma taxa fixa, de cerca de 4€ por noite. Muitos turistas, pessoas em férias de trabalho, e alguns estudantes e trabalhadores que chegam à Nova Zelândia devem pagar uma taxa Internacional de Conservação de Visitantes e Turismo (IVL) quando chegam ao país. No entanto, os turistas australianos estão isentos desta taxa. São 35 dólares neozelandeses, que rondam os 21 euros.

Os Países Baixos têm um imposto de turismo terrestre e um imposto de turismo aquático. Em Amesterdão, este valor corresponde a 7% do custo de um quarto de hotel. Em Portugal, também temos em vigor um imposto turístico de 2€ por noite, que só é aplicável a hóspedes com mais 13 anos, e só tem de ser pago nos primeiros sete dias da estadia.

Berna, Suíça.

O imposto de turismo na Eslovénia varia de acordo com a localização e classificação do hotel. É ligeiramente superior nas grandes cidades e resorts, incluindo Ljubljana e Bled – cerca de 3 euros. Se está a pensar em ir a Ibiza ou Maiorca, também terá de pagar uma taxa turística. O Imposto Turístico Sustentável, que se aplica ao alojamento de férias nas Ilhas Baleares espanholas (Maiorca, Menorca, Ibiza, Formentera), aplica-se a cada turista com 16 anos ou mais e pode atingir os 4€ por noite.

O imposto de turismo na Suíça varia conforme o local. O custo é de cerca de 2,20 euros, por noite e por pessoa, e só se aplica a estadias inferiores a 40 dias. Na maioria dos Estados Unidos também é cobrada uma taxa de hotel ou taxa de alojamento, conhecido como imposto de ocupação. As taxas aplicam-se em hotéis, motéis e pousadas. A mais elevada é alegadamente em Houston, em que o preço é 17% da sua conta no hotel.

Artigo anteriorDormir como um hobbit? A casa do filme “O Senhor dos Anéis” está disponível na Airbnb por 6€/noite
Próximo artigoOrient Express La Dolce Vita: Há um novo comboio de luxo que vai ligar Veneza, Roma e Palermo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui