Fonte: Feira do Livro

A Feira do Livro de Lisboa (FLL) regressa ao Parque Eduardo VII, entre os dias 25 de agosto e 11 de setembro, com um conceito completamente novo, dinâmico e carregado de novidades. Serão 140 participantes (mais 10 que na última edição), que representam centenas de marcas editoriais, e que estarão distribuídos por 340 pavilhões (mais 20 que na última edição), completamente novos, mais sustentáveis e com melhores condições para participantes e visitantes. Esta será, assim, a maior edição de sempre da FLL.

Assinalada por uma completa renovação, com novos pavilhões e novas praças, o maior evento do livro e da leitura aposta num novo conceito estético e utilitário, mentalizado da relevância da pegada ecológica e do impacto ambiental que tem na cidade.

Novos equipamentos e uma Feira do Livro mais sustentável

A Feira do Livro de Lisboa vai exibir-se, este ano, com um novo layout e uma renovação notável dos seus principais equipamentos. Com novos pavilhões, palcos e auditório principal, esta modificação de conceito irá trazer uma menor pegada ecológica na cidade, com níveis substancialmente inferiores de poluição atmosférica, visual e sonora, tal como o aperfeiçoamento das condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

Concentrada no futuro, informada sobre o impacto ambiental, social e económico que a Feira do Livro de Lisboa cria, a APEL mantém a preocupação em criar ações de sustentabilidade e dar seguimento às medidas estabelecidas nos anos anteriores, como o incentivo da reciclagem em parceria com a Sociedade Ponto Verde, o cuidado na reutilização de materiais e a redução do consumo elétrico.

À procura de opções que tenham em conta a mobilidade suave, e que contribuam para transformar Lisboa numa cidade mais acessível, menos poluída, com menos ruído, a APEL, em parceria com a EMEL, determinou que a GIRA – sistema público de bicicletas partilhadas – será o transporte oficial da Feira do Livro de Lisboa. Será simultaneamente dado seguimento à promoção da utilização de transportes públicos, tendo sido acordadas parcerias com várias entidades que operam nesta área.

O pavilhão “Doe os seus Livros”, uma iniciativa em parceria com o Banco de Bens Doados, regressa nesta edição para, novamente, encorajar os visitantes a doar livros novos ou usados. Estas ofertas serão entregues às crianças apoiadas por Instituições da ENTRAJUDA. Relembrando que, em 2021, esta campanha atingiu cerca de 90 mil livros doados. E é também de recordar que esta iniciativa, criada em 2015, já angariou mais de 150 mil livros.

No recinto existirá uma caixa ATM, fornecida pela Caixa Geral de Depósitos e serão também aceites pagamentos via MB WAY, visando a simplificação, comodidade, rapidez e segurança dos pagamentos efetuados no recinto.

Fonte: Feira do Livro

Um espaço de Cultura e lazer

A Feira do Livro de Lisboa oferece, este ano, uma programação cultural distinta, mais completa e com mais atividades para todas as idades, à semelhança do que acontecia no período anterior à pandemia. Os visitantes poderão assistir a diversas apresentações, debates, lançamentos, mesas-redondas, entregas de prémios, sessões de autógrafos e celebrações. A Feira contará também, este ano, com a Ucrânia como convidado de honra, que terá presença num stand dedicado a este país.

As Bibliotecas Municipais de Lisboa continuarão presentes em mais uma edição da FLL, com com particular importância na promoção de iniciativas destinadas ao público infantil, às famílias e às escolas.

Também a Fundação Francisco Manuel dos Santos e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa criarão programação específica para o evento, a qual será futuramente publicada.

Artigo anteriorAmoreiras 360º lança passatempo para encontrar a melhor fotografia de Lisboa
Próximo artigoFamília portuguesa de “pequenos viajantes” partilha aventura de um mês em Cuba

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui