A horas da inauguração da Feira do Livro de Lisboa (FLL), as novidades não param de chegar e a programação vai ficando cada vez mais atrativa. O evento vai novamente ocupar o Parque Eduardo VII, e, entre os dias 25 de agosto e 11 de setembro, prepara-se para receber todos os visitantes com um novo layout e equipamentos renovados.

Aquela que será a maior exposição de sempre da FLL, com 140 participantes distribuídos por 340 pavilhões já construídos com recurso a materiais menos poluente, mantém a preocupação com o seu impacto ambiental. Nesta edição, a Feira do Livro de Lisboa conta com 14 novos participantes e 961 chancelas representadas.

Mas a Feira do Livro de Lisboa vai além dos livros: os visitantes podem ainda visitar a Loja da Feira para que possam adquirir um saco ecológico para as suas compras, um bloco para anotar a sua lista de livros e, antes de começar o passeio, um chapéu para os dias de sol. A feira oferece ainda várias zonas de restauração para que os visitantes possam experimentar as mais diversas ofertas gastronómicas ou refrescarem-se com uma bebida. Mas porque a FLL é para todos, os animais de estimação não são exceção. Por isso mesmo, a pensar nos companheiros de quatro patas, regressa o RefresCão – um espaço com sombra e água para que os cães se possam hidratar e descansar e podem ser encontrados nas entradas da feira.

Ucrânia como convidado de honra

Este ano, a feira contará com a Ucrânia como convidado de honra, e terá um pavilhão exclusivamente dedicado a este país. Localizado na Alameda Nascente, junto à escadaria de acesso ao Pavilhão Carlos Lopes, o stand D90 tem como objetivo principal dar destaque e celebrar a Ucrânia, os seus autores e a sua cultura. Além dos livros que estarão expostos – trazidos pela própria embaixada da Ucrânia ou pelos restantes participantes da feira – serão exibidos dois filmes de realizadores ucranianos: “Donbass” de Sergei Loznitsa e o documentário “O rouxinol canta enquanto houver uma voz”. No dia 3 de setembro, a jovem Veronika Malchenko vai ainda ilustrar o pavilhão com os seus desenhos.

Sustentabilidade da Feira do Livro de Lisboa 2022

Esta edição, reforça o seu compromisso com a sustentabilidade. Assim, continua a promover a Reciclagem – com vários pontos de recolha em parceria com a Sociedade Ponto Verde – e a mobilidade sustentável, incentivando o uso de transportes públicos como meio privilegiado de deslocação até ao evento e promovendo a GIRA – sistema público de bicicletas partilhadas – como o transporte oficial da Feira do Livro de Lisboa. Também a ERP Portugal, plataforma europeia dedicada à gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE), Pilhas e Acumuladores (RP&A), terá na feira a ação de sensibilização ambiental “Pilhas de Livros”, uma iniciativa que converte REEE e RP&A em livros que serão doados à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). Para fazer parte desta ação, basta entregar os seus pequenos equipamentos e eletrodomésticos que já não funcionam no Depositrão, localizado no topo Sul, junto ao Pavilhão de Doação de Livros e depositar as pilhas em fim de vida nos Traga-Pilhas, que se encontram nas áreas sul e norte, próximos aos Pavilhões da APEL.

Hora H

A Hora H está de volta à FLL com os descontos mínimos de 50% em livros lançados há mais de 24 meses, funcionando entre os dias 29 de agosto e 8 de setembro, de segunda a quinta-feira, na última hora da Feira, entre as 21h00 e as 22h00. 82% da FLL está em Hora H e as editoras podem ser consultadas no site.

Programação

Após dois anos atípicos, marcados pela pandemia da covid-19, nesta edição as máscaras podem finalmente ficar em casa. A FLL volta a realizar-se sem restrições e o vasto programa cultural vem celebrar isso mesmo, com mais de 2000 iniciativas para toda a família. Desde a abertura de portas até ao fim da noite, ninguém vai querer perder um minuto deste festival literário.

Programação Infantil

As crianças vão ter mais de 100 iniciativas à sua espera nestes dias. A 92.ª edição da FLL disponibiliza diariamente diferentes e divertidas atividades espalhadas por diversos espaços: desde a tenda BLX, pavilhão, Auditório Poente (Hora do Conto), Praça Azul e Palco Praça Laranja até ao Relvado, os visitantes vão poder aventurar-se e descobrir as dinâmicas disponíveis no Parque Eduardo VII ao longo dos 18 dias de feira. Assim, entre as dezenas de iniciativas, destacam-se os jogos didáticos, de mesa e narrativos, a animação com mascotes, peças de teatro, leituras de livros e até uma sessão de yoga para crianças a partir dos 3 anos.

Também a Hora do Conto traz uma programação própria muito especial e convida todos a entrarem no mundo encantado da leitura, com roda de histórias para toda a família, leitura de livros, sessões de autógrafos e leituras interativas.

Apresentações e lançamento de livros

Percorrendo de norte a sul o Parque Eduardo VII, vários são os pontos de paragem obrigatória para assistir às imperdíveis apresentações e lançamentos em primeira mão de livros que vão passar pela feira. São muitos os autores que estarão presentes com as suas obras literárias para momentos de partilha, onde recebem convidados e moderadores muito especiais, assim como diversas sessões de autógrafos. Toda a programação está constantemente a ser atualizada no site.

Cinema

Também a sétima arte terá um lugar especial nesta Feira do Livro, com exibição de documentários e filmes de animação nos Auditórios Sul e Poente. Entre muitos outros, os visitantes vão poder assistir a dois filmes ucranianos: “Donbass” de Sergei Loznitsa, apresentado em 2018 no Festival de Cannes, dia 2 de setembro às 22h00, e documentário ucraniano “O rouxinol canta enquanto houver uma voz”, um estudo inovador e monumental sobre o problema da questão linguística na Ucrânia, dia 9 de setembro às 22h00. Poderão ainda assistir ao filme de animação japonesa Naze Ikiru, inspirado no livro “Porque Vivemos” de Kentetsu Takamori, dia 4 de setembro às 20h00, e também três documentários promovidos pela BLX transmitidos no dia 2, 9 e 10 de setembro ao final da tarde.

Conferências e debates

No dia 9 de setembro, pelas 18h00 horas, no Auditório Sul da Feira do Livro de Lisboa, vai realizar-se o debate com alguns vencedores de edições anteriores do “Prémio da União Europeia para a Literatura (EUPL) – Encontro de autores” – Dulce Maria Cardoso, Frederico Pedreira, David Machado e Dejan Stankovic. O objetivo do Prémio da União Europeia para a Literatura (EUPL) é destacar a criatividade, a riqueza, a diversificação da literatura contemporânea europeia no campo da ficção, promover a circulação da literatura na Europa e fomentar um maior interesse em obras literárias não nacionais.

Fundação Francisco Manuel dos Santos

O parceiro cultural da Feira do Livro de Lisboa, a Fundação Francisco Manuel dos Santos, conta também com diversos momentos na Praça Azul, tais como: a gravação Live on Tape do Podcast [IN] Pertinente, com a dupla Hugo van der Ding e a economista Joana Pais, o Programa “Da Capa à Contracapa”, parceria da FFMS com a Renascença, gravado live on tape e ainda o Programa “Turno da Tarde” ao vivo na Rádio Renascença, com Filipa Galrão e Daniel Leitão, entre muitas outras apresentações de diversos livros.

Música

Também a música se celebra na Feira do Livro, com um espaço muito especial na sua programação. Assim, os concertos de Surma, dia 27 de agosto às 22h00, Bia Maria, dia 3 de setembro às 20h00 e Benjamim, dia 10 de setembro às 22h00, nos Auditórios no topo do Feira, são alguns dos momentos musicais que vão passar pelo Parque Eduardo VII já a partir de quinta-feira. Além disso, a Santa Casa da Misericórdia também vai dar palco à música, com iniciativas como o Projeto “Street Opera” de Florencia Ribero (soprano) – canto lírico e ópera de músicas famosas, acompanhado de backtracks – e concertos do saxofonista Mark Caine e do quarteto de cordas Vita Brevis. Ao final da tarde de cada dia, há mais música para ouvir na Feira do Livro de Lisboa.

Showcooking

Num espaço inteiramente dedicado à cozinha, é através de impressionantes showcookings que famosos Chefs portugueses promovem os seus livros de culinária, enquanto ensinam a confecionar as suas melhores receitas, numa zona onde os sabores tradicionais se cruzam com conceitos como alimentação sustentável e culinária vegan e vegetariana. Com receitas de chefs conhecidos, este é um espaço que vai espalhar cores, cheiros e sabores para miúdos e graúdos.

Entre poesia para bebés, entregas de prémios, gravações de podcasts, homenagens ou uma sessão de yoga nos jardins do Parque Eduardo VII, muitas outras são as iniciativas que os visitantes poderão aproveitar nesta 92.ª edição da Feira do Livro de Lisboa. O programa completo encontra-se em constante atualização e pode ser consultado no site da Feira do Livro de Lisboa. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira das 12h30 às 22h00; sextas-feiras das 12h30 às 00h00; sábados das 11h às 00h00 e domingos das 11h00 às 22h00.

Artigo anteriorOs 10 arranha-céus mais instagramáveis do mundo, segundo a Musement
Próximo artigoQuiosque Beca Beca promete aquecer o final de verão na cidade de Lisboa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui