Sketch Tour

Depois da primeira edição em 2017, a SketchTour Portugal Reload regressa este ano com percursos que atravessam cenários e paisagens diversas do território continental incluindo as ilhas.  

Esta segunda edição contará com a participação de vinte sketchers, dez nacionais e dez internacionais, oriundos de Espanha, Itália, França, Reino Unido, Suécia e Egipto. Entre os sketchers estrangeiros, destacam-se Lapin, Stefano Faravelli, Ian Fennelly, Simo Capecchi, Nina Johansson e Reham Ali.

Sketch Tour 2021
Sketch Tour- Edição 2021

A novidade da edição de 2021 é o facto de juntarem onze autores e escritores de referência da língua portuguesa, de diferentes gerações, são eles: Mia Couto, José Luís Peixoto, Dulce Maria Cardoso, Afonso Cruz, Gonçalo Cadilhe, Rui Cardoso Martins, Sérgio Godinho, Marcela Costa, Matilde Campilho, Rui Cardoso Martins e Jacinto Lucas Pires.

A SketchTour Portugal Reload pretende dar origem a mais de quinhentos desenhos, dez webisodes, um documentário, uma exposição multimédia e um livro que junta textos e desenhos e que tem prefácio de Mia Couto.  O website www.SketchTourPortugal.com será continuamente atualizado com o resultado das diferentes edições do projeto e com uma biblioteca de paisagem sonora.

Ao longo de 2021, a SketchTour Portugal Reload vai escrever e desenhar Portugal, juntar talento nacional e estrangeiro em torno do país e inspirar futuras viagens pelos diferentes territórios e experiências que o destino oferece.

Inserindo no plano de retoma para a atividade turística, este projeto pretende posicionar Portugal nas shortlists dos turistas nacionais e internacionais, e demonstrar que o destino está preparado para receber todos os que pretendam usufruir da natureza, do património, da cultura e de todos os outros ativos que continuam a fazer de Portugal, um dos destinos de eleição.

Os Urban Sketchers são um coletivo não lucrativo de autores voluntários, que têm como principal missão desenvolver o valor artístico e educacional do desenho in situ, das histórias pessoais e vivenciadas no dia-a-dia das suas cidades, nas suas viagens e nos momentos que os inspiram. Os desenhos são habitualmente feitos num caderno (diário gráfico), que ajuda a desenvolver as capacidades de observação e de registo

Artigo anteriorVila Galé com descontos até 20% para férias até outubro
Próximo artigoArquitetura e Património do Seminário Maior de Coimbra já podem ser vistos em 3D

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui