Ruínas Romanas de Troia
Ruínas Romanas de Troia

As Ruínas Romanas de Troia, classificadas como Monumento Nacional desde 1910, estão situadas na margem do rio Sado, na face nordeste da península de Troia. Reabriram ao público no início do mês de abril e recebem visitas de quarta a domingo até ao final de outubro. Abril marca também o inicio das novas escavações arqueológicas.

Os trabalhos já se iniciaram e incidem nas áreas de ocupação contemporânea do sítio, nomeadamente na envolvente do chamado Palácio Sottomayor, construído nos anos 20 do século XX, nos seus pátios e nos edifícios circundantes, e também entre a basílica tardo-romana e a capela de Nossa Senhora de Tróia.

Um dos trabalhos previstos será a escavação de parte do acesso pedonal à capela, que assenta sobre um cemitério do século IV-V com sepulturas que imitam mesas, nas quais se concretizavam refeições em comunhão com os defuntos ou se depositavam oferendas. Durante o decorrer dos trabalhos, cuja perspetiva é de que se prolonguem até ao final de agosto, será criado um acesso alternativo à capela, sendo que, após a sua finalização, o acesso habitual será novamente reposto.

Envolto num ambiente de beleza natural, as visitas pelas ruínas romanas de Troia dão a conhecer um monumento nacional que sobreviveu mais de 2000 anos, com casas, fábricas, termas, mausoléu e necrópole, que identificam a cidadania romana.

Artigo anteriorRefeições em restaurantes dão descontos no Cartão Continente
Próximo artigoHá uma nova experiência na suite mais exclusiva do Conrad Algarve

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui