Viviane

Saudades de ir a um concerto ou a um evento cultural? Esses dias parecem mais perto à medida que o país avança com o plano de desconfinamento.

Os municípios algarvios, cumprindo todas as recomendações sanitárias, voltam a programar concertos musicais, exposições de arte e outros eventos culturais com público – e os residentes e turistas vão poder contar, desde o primeiro momento da nova fase do plano, com a rede de postos de informação turística da Região de Turismo do Algarve que reabre ao público a partir de segunda-feira, 19 de abril,

Assim, já no dia 19 de abril, às 19h00, a convidada de honra do 91.º aniversário do Cineteatro Louletano, em Loulé, é Teresa Salgueiro, figura artística ímpar no nosso país e imagem emblemática de Portugal no mundo, primeiro com o projeto Madredeus e depois a solo. Esta ocasião especial antecipa também a celebração do 25 de abril de 1974, tendo a artista preparado a convite da autarquia local um espetáculo cujo alinhamento presta homenagem a autores que com o seu talento, a beleza e a força da sua música, da sua poesia e a sua capacidade de intervenção, marcaram decisivamente o nascimento da democracia em Portugal.

Uns dias depois, a 22 de abril, às 19h30, a cantora Viviane sobe ao palco do Teatro das Figuras, em Faro, para estrear algumas das canções do seu novo álbum de originais, ainda não editado, sem esquecer os maiores êxitos de uma carreira a solo sem fronteiras, onde o Fado entrelaçado com outros géneros musicais, é revisto à luz de uma sensibilidade pop apurada, elegante e sofisticada à qual dá o nome de “Fado Mediterrânico”. Do seu repertório fazem parte canções com letras da sua autoria bem como poemas de autores portugueses consagrados.

Entretanto, o Museu Municipal de Tavira, no Palácio da Galeria, reabriu ao público com o projeto Contra-parede, com curadoria de Hugo Dinis, apresenta em diálogo obras dos artistas Ana Vidigal, Nuno Nunes-Ferreira e Pedro Gomes, numa exposição itinerante. Partindo de uma discussão alargada em torno da parede — nomeadamente, grutas pré-históricas, fachadas dos edifícios das civilizações antigas, igrejas cristãs desde a Idade Média, fresco medieval, trompe-l’oeil renascentista, muro de Berlim, murais de cariz político e os grafitos —, como lugar privilegiado para a intervenção no espaço público, os artistas questionam o espaço arquitetónico em que as obras são apresentadas e promovem um diálogo frutífero sobre o papel da arte junto das comunidades locais em que se apresentam. Para visitar até 10 de julho, de terça-feira a sábado, entre as 09h15 e as 16h30.

Fortaleza de Sagres

Também os monumentos afetos à Direção Regional de Cultura do Algarve, como a Fortaleza de Sagres (Vila do Bispo) ou as Ruínas Romanas de Milreu (Faro), iniciaram a reabertura das suas portas, depois de mais de dois meses encerrados ao público, e são uma opção de visita ao ar livre para ficar a conhecer melhor o nosso património. Em Milreu, por exemplo, os visitantes podem falar com os conservadores–restauradores que estão a trabalhar nos mosaicos. O horário encontra-se adaptado às restrições em vigor.

Descubra todas as sugestões de eventos em visitalgarve.pt ou na App Algarve Eventos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui