Camp Nou, Barcelona

O futebol é um dos desportos que mais desperta paixões. É exatamente essa paixão que fez com que os estádios de futebol se tornassem verdadeiras atrações turísticas capazes de atrair milhões de visitantes de todo o mundo.

A Civitatis, empresa de visitas guiadas, excursões e visitas gratuitas em português, preparou uma lista de 10 estádios que qualquer fã de futebol deve visitar uma vez na vida. A maioria destes estádios pertence aos maiores clubes de futebol de ligas importantes como a espanhola e a inglesa, mas a América Latina também está representada.


Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro)

O Estádio do Maracanã é um dos mais famosos do mundo graças a um episódio que, apesar de ter ocorrido num estádio brasileiro, atormenta o Brasil desde 1950: o “Maracanaço“. No Mundial desse ano, a seleção canarinha foi surpreendida na final por um Uruguai aguerrido, que venceu por dois golos a um e assim conquistou a sua segunda Taça do Mundo. O Maracanã foi durante muitos anos o maior estádio do mundo (ainda é o maior do Brasil) e emana uma mística que o torna imprescindível para qualquer amante de futebol, que pense viajar para o Rio de Janeiro.

Old Trafford (Manchester)

Outro estádio que dispensa apresentações para os fãs de futebol é o Old Trafford. O Teatro dos Sonhos. A casa do Manchester United é o segundo maior recinto desportivo do Reino Unido e é um dos mais tradicionais, já que foi a casa dos Red Devils durante mais de um século.

La Bombonera (Buenos Aires)

Dizem que o Estádio Alberto J. Armando, mais conhecido como La Bombonera, tem pulsação própria durante os jogos do Boca Juniors. As quase 60 000 pessoas que enchem este estádio de Buenos Aires abanam os seus alicerces ao ritmo dos cânticos dos seus fãs, gerando uma atmosfera única no mundo deste desporto. Não foi em vão que Diego Armando Maradona definiu-o como “o templo do futebol”.

Santiago Bernabéu (Madrid)

Segundo Juanito, “noventa minuti en el Bernabéu son molto longos”. Esta frase, dita depois de o Real Madrid ter perdido um jogo em Milão frente ao Inter, tornou-se um emblema do Real Madrid e um símbolo do seu estádio, o Santiago Bernabéu, uma das atrações turísticas mais populares de Madrid. Milhares de pessoas desfrutam do Tour Bernabéu ano após ano, e esperam-se muitas mais visitas depois da reforma faraónica que a casa da equipa merengue está atualmente a realizar.

San Siro (Milão)

O San Siro é a casa do AC Milan. E o Giuseppe Meazza a do Inter de Milão. Mas, na verdade, estes dois estádios são o mesmo. As tifosi de uma e de outra equipa simplesmente decidiram chamá-lo de maneira diferente para se diferenciarem dentro da sua rivalidade. Para os turistas, é indiferente: terão diante de si o maior estádio de toda a Itália, com capacidade para mais de 80.000 espetadores, e um dos recintos desportivos mais emblemáticos de toda a Europa. A sua arquitetura exterior e as suas bancadas coloridas são inconfundíveis para qualquer amante do futebol.

Camp Nou (Barcelona)

O Camp Nou de Barcelona não é apenas um dos maiores estádios do mundo; é também o de maior capacidade em toda a Europa: 99 350 espectadores. A sede do FC Barcelona é um verdadeiro ícone do desporto. Além de receber os jogos do Barça e finais da Champions League, como a de 1999, também recebeu a final dos Jogos Olímpicos de 1992, na qual Espanha saiu vencedora com a medalha de ouro.

Anfield Road (Liverpool)

Anfield está tão intimamente ligado ao Liverpool como “You’ll never walk alone” ou a cor vermelha, embora curiosamente as origens deste estádio estejam relacionadas à outra equipa da cidade do Mersey: o Everton. Os Toffees usaram o Anfield como a sua casa até 1982 desde a sua construção em 1884. A partir de então, a história do Anfield e de Liverpool têm sido uma só. Qualquer fã de futebol que planifique uma viagem à cidade dos Beatles tem de incluir como atividade obrigatória o tour do Estádio Anfield para tirar uma selfie no seu mítico túnel e conhecer os troféus de uma das equipas mais premiadas da Inglaterra.

Estadio Azteca (Cidade do México)

A Mão de Deus é provavelmente o golo mais famoso da história do futebol. Este aconteceu no Estádio Azteca, assim como aquele que é considerado o melhor golo do mundo, ambos com o selo de Maradona. Além destas exibições na Taça do Mundo mais popular da história, o Estádio Azteca consolidou-se como um verdadeiro ícone do futebol mexicano, tanto pelo seu tamanho (quase 90 000 espetadores) como por ter sido sede de jogos da seleção mexicana e de equipas como o Cruz Azul ou o América.

Wembley Stadium

“Eu pagava para jogar no Wembley” , disse Éric Cantoná, um dos grandes jogadores de futebol da história. E isto resume perfeitamente o que Wembley significa para o futebol. Este recinto vive a história do futebol, pois já foi palco de várias finais da FA Cup, Champions League e até do Euro, além de ser a casa da seleção inglesa.

Estádio Wanda Metropolitano (Madrid)

“Nenhuma claque europeia se compara à do Atlético de Madrid, que se congrega religiosamente para ver jogar a sua equipa no Estádio Wanda Metropolitano.” Ainda se lembram com nostalgia da sua casa anterior, nas margens do rio Manzanares em Madrid, mas desde 2017 que a claque se encarrega de impregnar as paredes deste moderno recinto desportivo com a sua paixão e mística. O Wanda Metropolitano (que em breve terá outro nome devido à mudança de patrocínio), juntamente com o museu Territorio Atleti, tornaram-se numa das principais atrações turísticas da capital espanhola para os amantes da bola.

Artigo anteriorAP Cabanas Beach & Nature, no Algarve, promove um novo retiro de ioga
Próximo artigoElétrico histórico de Hong Kong reabre com um novo visual

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui