Localizado na rua das Oliveiras, no Porto, o hotel chic&basic Gravity abre portas no dia 1 de julho, com um conceito que promete virar a cabeça dos hóspedes de “pernas para o ar”. Conta com 70 quartos, bar, restaurante, e apresenta-se com um ambiente de aparente normalidade, com um design minimalista, confortável e funcional, onde existem elementos que desafiam a lei da gravidade. Por exemplo, ao entrar no hotel o hóspede tem de passar por um cubo de espelhos que reproduz o seu reflexo ao infinito. No lobby, as letras parecem suspensas no ar, as plantas estão invertidas no teto, o papel de parede está virado de cima para baixo e ainda existe um grande quadro negro de 11 metros repleto de fórmulas invertidas.

Mas a grande atração encontra-se no pátio interior do hotel e trata-se de uma piscina invertida. Trata-se de uma escultura de arte contemporânea transitável do artista Luis Vidal, que consiste num jardim com uma piscina ao centro , dobrada ao meio, que faz com que tanto a relva do terreno como as plantas, mesas, cadeiras e a própria piscina, subam numa das paredes do playgroung. Esta estrutura é polivalente e serve como um lugar de descontração para os hóspedes puderem relaxar, assim como um palco para espetáculos ou apresentações ao vivo.

Este hotel faz parte da cadeia espanhola chic&basic cuja aposta passa sempre por localizações urbanas privilegiadas, design confortável e forte personalidade.

Além da inauguração do hotel, também o restaurante Valentina’s abrirá portas. É o primeiro a abrir fora de Espanha e o sétimo do grupo Isabella’s. Aberto a hóspedes e a passantes, este espaço quer replicar o seu sucesso em Barcelona e Costa Brava, levando até ao cliente o amor pela cozinha italiana e cultura mediterrânea.

O preço médio da estadia ronda os 110€ por noite, para 2 pessoas, com pequeno-almoço.
O grupo hoteleiro espanhol está já a estudar novos investimentos em Portugal, desde logo em Lisboa e Comporta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui