A Europa dispõe de uma grande oferta de spas, tornando-se o cenário ideal para regular os níveis de stress e relaxar. A Condé Nast Traveller recomenda os 11 melhores spas da Europa. Esta lista está talhada para os mais variados clientes, já que dispõe de spas em zonas rurais e perfeitos para um retiro, mas também spas que propiciam uma oportunidade para relaxar sem nunca perder o contacto com a agitação da cidade.

1. Six Senses Kocatas Mansions, Turquia

O hotel Six Senses Kocatas Mansions, situado em Istambul, é constituído por duas mansões históricas com vista para o Bósforo, e o spa pode ser encontrado acima da propriedade principal, no topo de uma colina (que os hóspedes podem aceder através de um buggy de golfe). Deseja o hóspede deseja libertar o stress e aliviar a tensão muscular, o ideal é recorrer à massagem Deep Tissue. Se a personalização total é o objetivo, pode optar pela Massagem Holística ou enfrentar a celulite teimosa com a Massagem de Desintoxicação.

O Tradicional Turkish Hammam é o tratamento de eleição, com uma duração de 60 minutos, este tratamento começa com uma esfoliação corporal que permite uma limpeza profunda e revitalizante, seguida de uma lavagem com espuma a todo o corpo. O tratamento completa-se com a aplicação de uma máscara hidratante corporal.

2. Océano, Tenerife

Localizado entre as montanhas Anaga e o Atlântico, o Océano é um spa-hotel com um centro Fx Mayr anexado. O hotel dispõe de um terraço que é perfeito para yoga, uma piscina virada para o oceano, o Centro de Movimento Saudável composto por um ginásio e um campo de ténis e um restaurante apenas para os hóspedes Mayr. A equipa médica adapta todos os programas, pelo que a acupunctura e a terapia neural podem ser recomendadas para manipular pontos específicos de dor enquanto a terapia shiatsu e craniosacral restabelece o ritmo do corpo para tratar o stress e o burn-out. É também disponibilizada a talassoterapia, meditação e outras atividades em reunião com a natureza, como caminhadas e escaladas entre as crateras vulcânicas do Parque Nacional Teide, património mundial da UNESCO.

3. Palácio Estoril, Portugal

A cidade marítima do Estoril tem sido popular desde os tempos vitorianos, quando os visitantes vinham colher os benefícios para a saúde de um mergulho refrescante no Atlântico. Hoje em dia, as termas de última geração do hotel Palácio Estoril têm a sua própria oferta aquática, desde watsu a hidroterapia e até aulas subaquáticas de spin e ginásio. No rés-do-chão encontra-se um posto avançado da Banyan Tree para massagens balinesas e tailandesas, e rejuvenescimento facial. No andar de cima encontra-se o centro de bem-estar onde se realizam sessões de fitness e consultas médicas.

A lista completa de consultas abrange desde a nutrição à ozonoterapia, mas são os fisioterapeutas e os osteopatas que têm uma reputação especialmente estelar (excelente para qualquer pessoa com dores ciáticas ou problemas de postura). Os planos de tratamento são personalizados pela equipa, dependendo das necessidades dos hóspedes, para assegurar uma abordagem abrangente do bem-estar.

4. Clinique La Prairie, Suíça

Nos anos 30, quando a Clinique La Prairie abriu na margem do Lago de Genebra, era líder em tratamentos pioneiros com células estaminais e injeções de fígado de cordeiro (os convidados incluíam Greta Garbo e Cary Grant). Noventa anos mais tarde, os medi-spas roubaram os holofotes e esta clínica suíça entrou em declínio. Agora, com uma mudança para células humanas voltou a tornar-se relevante. Os números estão a aumentar para a Premium Revitalisation – um intenso programa, de uma semana, de prevenção e diagnóstico, que envolve desde a pesquisa do perfil de ADN até à deteção de deficiências vitamínicas – e, curiosamente, a idade dos que se inscrevem está a diminuir. Este spa futurista e a grande equipa de médicos que abrange imensos ramos da medicina têm atraído as gerações mais novas de vários países.

5. Villa Stéphanie no Brenners Park-Hotel & Spa, Alemanha

A Villa Stéphanie, com 14 quartos rodeados por parques e ligados por um corredor ao Brenners Park-Hotel, oferece massagens faciais anti-envelhecimento, shiatsu e terapia craniosacral. O spa tem à sua disposição nutricionistas, coaches de fitness e atividades como caminhadas e ciclismo na conhecida Floresta Negra.

Mas a razão pela qual é considerado um dos melhores spas do mundo é o Dr. Harry König, conhecido pela sua abordagem holística que consiste em estabelecer e perceber a causa do problema em vez de tratar apenas os sintomas. Nesta abordagem, são utilizados equipamentos de diagnóstico de alta tecnologia e, posteriormente, os pacientes são encaminhados para especialistas.

6. Euphoria, Grécia

Euphoria é um spa reconhecido, localizado em Sparta na Grécia, graças a uma abordagem que reúne crenças hipocráticas sobre a importância da cura holística com a espiritualidade taoísta. Mais recentemente, o conceito do spa direcionou-se também para o fitness, dispondo de sessões HIIT (High Intensity Interval Training) no anfiteatro Sainopoulio e caminhadas na floresta. Wellbeing Detox, Yoga e Mindfulness também fazem parte das atividades de eleição daqueles que o visitam. Os espaços em si são casulos, desde a estrutura de cúpula semi-imersa na piscina de hidroterapia até às salas que estão viradas para a arquitetura bizantina.

7. Chenot Palace Weggis, Suiça

Fundado pelo falecido Henri Chenot, criador do método Chenot, que funde o conhecimento médico ocidental com a medicina tradicional chinesa para criar cuidados preventivos holísticos. Quando os hóspedes chegam, os diagnósticos de ponta determinam qual dos três programas – Advanced Detox, Recover and Energise, Prevention and Ageing Well – é mais adequado para cada um deles. Os tratamentos são personalizados e complementados por uma versão personalizada da Dieta Chenot (os ingredientes são anti-inflamatórios e ricos em antioxidantes). Este é o centro de bem-estar mais avançado do grupo – inclui um laboratório interno de análise de sangue, uma câmara de crioterapia de corpo inteiro a -110°C e salas de sono em que a tecnologia reverte o calor corporal em energia.

8. Palazzo Fiuggi, Itália

A cidade de Fiuggi, a apenas 50 minutos de Roma, sempre foi famosa pelas suas águas curativas desde o século XIV, quando o Papa Bonifácio VIII relatou que beber esta água tratava as pedras nos rins. Agora, esta água purificante está a ser incorporada em cada um dos quatro programas do novo Palazzo Fiuggi, que se concentram na desintoxicação, no reforço do sistema imunitário, na obtenção do peso ideal e no anti-envelhecimento.

Além disso, o Palazzo Fiuggi dispõe de equipamento de fitness de realidade virtual no ginásio, sessões de sound-healing, um circuito hidráulico e um take moderno aos banhos romanos tradicionais no spa. O spa utiliza uma combinação da medicina ocidental avançada (testes sanguíneos, ultra-sons, exames de retina) com tradições antigas e holísticas.

9. Lanserhof Tegernsee, Alemanha

As nascentes naturais no vale do Tegernsee há muito que atraem visitantes para os Alpes da Baviera, mas este spa de madeira e vidro, rodeado por jardins paisagísticos e uma floresta saída de um conto de fadas, é tão ultra-moderno quanto o bem-estar. Recorrendo a uma rede de clínicas próximas para testes de saúde de ponta, os médicos no local oferecem diagnósticos detalhados (serviços de endoscopia, análises genéticas) e, ainda, exames de urologia, neurologia e cardiologia. E subjacentes a tudo isto estão os princípios do Dr Franz Xaver Mayr, que acreditava que um sistema digestivo saudável é a chave para o bem-estar.

10. Preidlhof, Itália

O objetivo do Preidlhof é encorajar os hóspedes a encontrar um equilíbrio entre o bem-estar hedonístico e o sentido de propósito. Por outras palavras, restabelecer a ligação tanto consigo próprios como com os outros, num programa integrado de autodescoberta. Há terapias Ayurvédicas e yoga matinal, caminhadas e banhos na floresta selvagem e, ainda, uma sauna com cabines de meditação, salinas e banhos a vapor.

O spa dispõe, também, de uma série de planos de retiro que incluem oito novas viagens transformacionais desenvolvidas pela diretora do spa Patrizia Bortolin (ideal para questões específicas, tais como distúrbios do sono, bem como recuperação emocional). Enquanto que a terapia do trauma baseada na osteopatia de Stefano Battaglia e o trabalho corporal libertam sentimentos bloqueados, as antigas sessões chinesas de respiração e movimento são uma oportunidade para estar parado e para recalibrar.

11. SHA Wellness Clinic, Espanha

Foi um diagnóstico de saúde significativo – e subsequente melhoria depois de alterar o seu estilo de vida – que levou Alfredo Bataller a abrir a clínica SHA, perto de Alicante, em 2008. Os programas incluem o tema da perda de peso, o envelhecimento saudável e agora a atenuação dos efeitos a longo prazo da covid-19. Há também programas que abordam questões específicas como a insónia e o tabagismo, bem como a osteopatia, a medicina tradicional chinesa e a terapia cognitiva.

Existem circuitos de hidroterapia e massagens restauradoras, assim como tratamentos faciais de alta tecnologia no centro de bem-estar. E a Healthy Living Academy acolhe uma mistura de atividades diárias, desde o kick-boxing ao pilates, até a conversas sobre terapias naturais.

Artigo anteriorFrescos, cítricos e invulgares: os cocktails que vão harmonizar o seu verão
Próximo artigoCine Society: Aqui pode ver filmes ao ar live em Lisboa e ainda apreciar a paisagem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui