Cabo da Roca, em Portugal

Solitários, inspiradores e românticos, os faróis foram e são fonte de inspiração literária e também destino de viagens. Em qualquer parte do mundo encontramos estas belas construções que resistem aos golpes do oceano e se erguem orgulhosas a olhar para o horizonte. Esta rota passa por alguns dos faróis mais belos do mundo. A Civitatis preparou uma lista incrível dos 8 faróis mais bonitos do mundo – e dois são portugueses.

Carregue na fotogaleria para conhecer os 8 faróis mais bonitos do mundo

Pemaquid Point Lighthouse – Maine (Estados Unidos)
Edward Hopper capturou a sua bela silhueta e os seus arredores numa das suas aquarelas em 1929, Pemaquid Light. Entrou em funcionamento em 1827 e hoje é um dos lugares mais visitados de Bristol, no estado do Maine (Nova Inglaterra).

Farol de Creac’h – Ilha Ouessant (França)
«O Guardião do Mar» na francesa Finistère é um dos mais potentes do mundo. Está localizado no arquipélago de Îles du Ponant e faz parte do Parque Natural Regional da Armórica. Foi iluminado pela primeira vez em 1863 e desde 1988 alberga o Museu dos Faróis, ideal para descobrir todos os segredos da fascinante sinalização marítima.

Farol de Hércules – La Coruña (Espanha)
Ao chegar, a imagem austera e ao mesmo tempo poderosa do farol é verdadeiramente impressionante. Mas é ainda mais impressionante se pensarmos que sob as suas fachadas existe um farol romano que data do século I. Visitá-lo é contemplar o “finis terrae” da época. A Torre de Hércules é o farol romano mais antigo do mundo e o único em serviço. Um valor pelo qual foi reconhecido como Património da Humanidade pela UNESCO.

Farol de Santa Marta – Cascais (Portugal)
Este farol pitoresco de 28 metros de altura pintado com riscas azuis e brancas é um dos mais belos ícones de Cascais. Adjacente a este, encontra-se um museu que recolhe a história dos faróis da Costa do Estoril, que estão entre os primeiros a serem construídos em Portugal.

Trinidad Lighthouse – Califórnia (Estados Unidos)
Este farol histórico é o símbolo da pequena cidade de Trinidad, no sul da Califórnia. Localizado próximo à baía homônima, está cercado por uma bela costa de rochas abruptas.

Cabo da Roca – Sintra (Portugal)
O Cabo da Roca é uma bela falésia que emerge a 140 metros sobre o Atlântico e é o ponto mais ocidental da Europa. Localiza-se a cerca de 18 quilómetros de Sintra (cerca de 40 quilómetros de Lisboa), dentro do Parque Natural Sintra-Cascais, rodeado por pequenas aldeias piscatórias escondidas entre a floresta de Sintra.

La Corbiere – Ilha de Jersey (Reino Unido)
O farol de La Corbiere fica no extremo sudoeste da ilha de Jersey, num pequeno ilhéu. Ergue-se sobre uma rocha ligada a terra firme por um caminho que se submerge durante a maré alta. Para os antigos lobos do mar que navegavam de Inglaterra para a França, este farol marcava o final da parte mais difícil da sua travessia.

Farol de Malariff – Península de Snaefellsnes (Islândia)
A lava do vulcão Snæfellsjökull aproxima-se do sopé deste farol localizado no oeste do país e que desde 1946 guarda os 170 km2 do Parque Nacional de Snæfellsjökull. Também conhecido como farol de Karlstaðatangi, tem 24 metros de altura.

Artigo anteriorEsqueça a dieta: Há um novo spot com Doughnuts e Bolas de Berlim em Vila Nova de Gaia
Próximo artigoEspetáculo “Chovem Amores na Rua do Matador” entra em cena no teatro Viriato, em Viseu, a 27 de Julho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui