Sundy Praia, na Ilha do Príncipe Credits:@HBD Príncipe

São Tomé e Príncipe é para muitos portugueses um destino de sonho. Praias idílicas, vegetação exuberante e um povo pronto a receber os visitantes com um sorriso e de braços abertos fazem deste destino o local perfeito para as próximas férias de verão. Do arquipélago, mais concretamente da Ilha do Príncipe, chega agora a notícia de que duas das principais unidades hoteleiras pertencentes ao grupo HBD – o Sundy Praia e a Roça Sundy – vão reabrir no dia 28 de junho de 2021, após mais de um ano de encerramento.

O Príncipe é a menor das duas principais ilhas que constituem o arquipélago de São Tomé e Príncipe, situado na costa oeste da África, no Golfo da Guiné. Está praticamente fechado para visitantes desde o início da pandemia em março de 2020. Durante esse tempo, a HBD continuou a trabalhar para ajudar a população do Príncipe, através de equipamento médico e da instalação de um hospital de campanha, apoiando a sala de controlo de emergência e disponibilizando um dos hotéis como centro de isolamento para pessoas mais vulneráveis.

“É apenas à luz da nova vacina que a HBD sente que é seguro abrir as suas propriedades novamente para visitantes de todo o mundo. A reabertura é importante, não apenas porque fornece a fuga perfeita para os hóspedes que precisam de luxo e de um refúgio na natureza, mas porque o sustento de muitos dos habitantes locais depende da receita obtida direta e indiretamente com as operações da HBD em toda a ilha”, refere o comunicado do grupo hoteleiro.

A empresa, propriedade do empresário sul-africano Mark Shuttleworth, está intimamente ligada ao Príncipe desde 2011, altura em que adquiriu o Bom Bom, conhecido resort de “luxo descontraído”, na ponta da ilha. Em 2017, a HBD abriu a primeira propriedade cinco estrelas da ilha, a Sundy Praia, uma coleção de quinze luxuosas villas com tendas, situadas na exuberante floresta tropical à beira-mar, bem como uma casa de estilo colonial inserida numa plantação de cacau, convertida em hotel de quatro estrelas, a Roça Sundy. Com preços mais acessíveis, a Roça Sundy encontra-se afastada da costa, perto das comunidades locais e dentro das exuberantes paisagens tropicais da ilha. Esta propriedade cuidadosamente restaurada para criar uma viagem no tempo, compreende apenas quinze quartos com casa de banho privativa e – de acordo com o forte compromisso da HBD para com a sustentabilidade e a comunidade – todo o trabalho de restauração foi realizado por construtores locais, especialmente treinados para o trabalho em questão e utilizando principalmente materiais reciclados. Além disso, mais de 90% dos funcionários de ambas
as propriedades foram recrutados na comunidade local.

Uma noite numa villa de um quarto no Sundy Praia começa nos 890 euros por quarto duplo, por noite, em regime de meia pensão. Na Roça Sundy, uma noite custa a partir de 335 euros por quarto duplo, em regime de meia pensão.

Os voos para São Tomé estão disponíveis com a TAP Air Portugal a partir de cerca de €650 e os voos internos para o Príncipe custam cerca de €250 ida e volta.

Artigo anteriorLisbon Marriott Hotel propõe programa de confinamento desde 60€
Próximo artigo5 motivos para escolher Porto Santo como destino de férias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui