Algarve

Na altura de escolher o seu próximo destino de férias, um em cada dois portugueses tem em conta a ‘instaworthiness’ destes. Passamos a explicar: escolhem consoante o potencial que têm para ser partilháveis nas redes sociais.

Segundo um estudo da eDreams sobre os hábitos dos portugueses durante as férias e a influência que as redes sociais têm nas suas escolhas, é importante para estes que os seus destinos sejam instagramáveis. No entanto, ainda não se pode dizer que os chamados ‘influenciadores digitais’ tenham um grande impacto na decisão quanto aos locais para onde escolhem viajar: apenas 6% dos inquiridos diz escolher o destino de acordo com o que vê nas redes sociais. A decisão tomada pelos próprios, sem qualquer ajuda externa, continua a ser a grande tendência dos portugueses (54%) na escolha dos seus destinos.

O estudo da eDreams concluiu também que 4 em 10 portugueses retoca as imagens quando a realidade não corresponde às suas expectativas – mas 60% continua a preferir mantê-las naturais, mesmo que implique receber menos “likes” nas redes sociais. 

Mas se forem os seus contatos das redes sociais a partilharem as fotos das suas férias nas redes sociais, os portugueses já não gostam tanto: a maioria dos inquiridos afirma que as pessoas só fazem isso “para se exibir” (32%) e que dessa forma “não estão a aproveitar as férias” (25%). Apenas 22% dos inquiridos considera que a partilha de muitas fotos pode significar “que estão realmente a desfrutar” da sua pausa.

O estudo conclui que as redes sociais têm relativa influência sobre o que fazemos em férias, mas ainda não parecem ser o mais importante. 

Artigo anteriorO restaurante virtual do Olivier toma de assalto um palacete
Próximo artigoMaxime tem novo jantar-espetáculo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui