Com foco na proteção do meio ambiente, o Oeiras Parque volta a apresentar uma iniciativa artística que pretende sensibilizar os seus visitantes para a importância da sustentabilidade no futuro do planeta. A exposição “Waste Wave” insere-se num conjunto de várias ações que o centro comercial tem vindo a apresentar com o propósito de incentivar a comunidade para a adoção de comportamentos mais sustentáveis.

Criada pelo artista plástico Bruno Costa, a instalação “Waste Wave” retrata uma onda em efeito 3D feita a partir de resíduos plásticos provenientes do Oeiras Parque. O artista plástico autodidata elabora peças únicas feitas a partir de lixo, com o intuito de alertar para a poluição e suas consequências no nosso planeta.

Ao Oeiras Parque, junta-se a ANP|WWF (Associação Natureza Portugal, que trabalha em associação com a World Wide Fund for Nature), uma das maiores e principais organizações de conservação da natureza. Juntas, procuram construir um futuro onde seja possível garantir uma utilização mais sustentável dos recursos naturais, e promover a redução da poluição e do desperdício.

Miguel Blanco, surfista português, é o Embaixador desta iniciativa do Oeiras Parque. Defensor de um estilo de vida saudável, de práticas ambientais sustentáveis e voz ativa na proteção do ambiente, o surfista associa-se ao centro comercial nesta ação por ser uma oportunidade de alertar para a redução urgente do uso de plástico no dia-a-dia, para a reutilização e reciclagem em fim de vida destes materiais, e para a implementação de medidas mais ecológicas.

A instalação “Waste Wave” é aberta ao público e pode ser visitada até 16 de outubro, entre as 10h e as 23h, no Piso 2 do Oeiras Parque.

Artigo anteriorZoo Santo Inácio: Festival Luzes Selvagens arranca este sábado no Porto
Próximo artigoO Alqueva Sunset volta ao Alentejo a 8 de outubro, com DJ sets, provas de vinhos e sushi

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui