A companhia aérea Iberia e a autoridade aeroportuária nacional espanhola AENA estão a desenvolver um projeto de I + D com o objetivo de procurar novas formas de operar no setor das viagens aéreas que respondam às medidas sanitárias impostas desde o surto da Covid-19.

O projeto proposto permite a deteção biométrica de passageiros através do uso de equipamentos móveis (tablet), que irão melhorar a experiência aeroportuária, agilizando todo o processo e eliminando todos os contactos físicos.

A utilização de tais equipamentos móveis será suficiente para atender um grande número de voos para diferentes destinos, grante a companhia. Além disso, o sistema apresenta “recursos de deteção aprimorados, tornando possível identificar os passageiros mesmo quando estes usam máscaras faciais”.

A iniciativa conta com o apoio da CDTI, agência espanhola de desenvolvimento tecnológico industrial, estando em fase de projeto piloto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui