Passadiços Viver o Douro

A pensar naqueles que reservam dias de férias para gozar no final verão, a DHM – Discovery Hotel Management, marca de gestão de unidades hoteleiras espalhadas por Portugal Continental e Açores, criou diversos roteiros que incluem lugares de visita obrigatória. Numa série de conteúdos divulgados semanalmente, o grupo irá divulgar locais que merecem fazer parte do roteiro das férias de última hora dos portugueses. Os roteiros têm como ponto ponto de partida as unidades do grupo.

Norte

Vila do Conde, cidade conhecida pelas suas atividades culturais e tradições piscatórias e onde se situa o Villa C Boutique Hotel, tem vindo a ganhar destaque no circuito turístico, muito devido à sua proximidade à cidade do Porto. Mas são poucos os que conhecem marcos locais como a Reserva Ornitológica de Mindelo, a Praia de Castelo de São Paio, a Azenha Quinhentista ou, ainda, a Rota de Arte Urbana. Os que não dispensam um passeio à beira mar, podem alugar uma bicicleta e percorrer os 3,7km da Ciclovia da Marginal Atlântica ou fazer a Rota dos Caxineiros, aproveitando para conhecer mais sobre as tradições dos pescadores locais.

A cerca de 75km de Vila do Conde, já no concelho de Castelo de Paiva, na União de Freguesias de Raiva, Pedorido e Paraíso, está o Douro41 Hotel & Spa. E quem fica alojado nesta unidade de cinco estrelas tem de abraçar a natureza como a sua casa, pelo menos durante as férias. Os Passadiços do Paiva são, claro, um dos pontos de passagem obrigatória, mas será que conhecem os Passadiços “Viver o Douro”? Ou a Calçada das Cinco Rodas, onde podem relaxar completamente, apenas com o som da água a correr e o dançar das folhas com o vento como barulho de fundo? Adicione-se um passeio de BTT pelo Trilho das Vinhas, um passeio de paddleboard até à Praia Fluvial de Pedorido, e um piquenique na Ilha dos Amores e voltarão a casa como especialistas na região do Douro.

Centro

Descendo até à Lousã, a antiga Casa da Viscondessa do Espinhal deu lugar a um hotel, o Palácio da Lousã Boutique Hotel. Se o nome pode remeter para derradeiros momentos românticos, desenganem-se os visitantes desta região. Preparem-se antes para aventuras pela Serra da Lousã, começando por uma visita ao Castelo da Lousã, rodeado pela floresta verdejante. E já que estão na serra, podem sempre embarcar numa atividade de geocaching e deixar-se surpreender pelo que irão encontrar. Ainda na serra, as históricas aldeias do xisto do Candal e do Talasnal são pontos imprescindíveis deste roteiro e que não se pode deixar passar. Algumas das mais bonitas praias fluviais do país são nesta região e, por isso, a praias fluviais da Barragem de Sta. Luzia, Fragas de São Simão e da Senhora da Piedade deverão ajudar a refrescar nos dias mais quentes.

Nazaré

Chegados a Monte Real, no concelho de Leiria, os viajantes nacionais podem começar por se deixar levar pela adrenalina de ver (e ouvir) mais de perto os F-16 da Força Aérea, que costumam partir da Base Aérea N.º 5 de Monte Real. Depois de se instalarem no Monte Real Hotel, Termas & Spa, é tempo de partir à descoberta da região. E já que a região centro tem algumas das mais conhecidas praias do país, como a praia da Nazaré, deve-se honrar aquelas que não gozam da mesma fama, como a praia de Vieira ou a praia de S. Pedro de Moel. Se a passagem pela Lousã deixou um gosto pela aventura, os trilhos de Serra d’Aire e Candeeiros e uma visita às Grutas da Moeda darão para matar as saudades. Antes de seguir caminho para o sul, não podem deixar de passar pelo Mosteiro da Batalha e pelo Castelo de Leiria, monumento icónico desta região do nosso país.

O roteiro da DHM continuará a seguir viagem, focando a segunda parte nas regiões de Setúbal e Sudoeste Alentejano.

Artigo anteriorFérias em família no regresso às aulas? Estes hotéis têm ofertas especiais
Próximo artigoEstes são os destinos de tendência em Portugal para os meses de setembro e outubro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui