Trilho de São Mamede de Ribatua. Créditos: Turismo de Alijó

O município de Alijó anunciou um investimento de 1,8 milhões de euros num projeto a implementar na ribeira de São Mamede de Ribatua que inclui a valorização ambiental e a construção de passadiços até ao rio Tua. O projeto pretende reabilitar e tornar visitável a área da ribeira de São Mamede de Ribatua, que desce desta localidade até à zona da albufeira da barragem de Foz Tua.

Créditos: Trás-os-Montes

Serão construídos à volta de 3,2 quilómetros de passadiços ao longo da ribeira, a partir do local denominado de ponte romana até à albufeira, onde, depois, será criado um trilho pedestre até ao cais do rio Tua, perfazendo um percurso total de cerca de cinco quilómetros. O vice-presidente do município, Vítor Ferreira, prevê que, se tudo correr bem, a empreitada possa começar durante o primeiro semestre de 2023.

Este projeto, de acordo com o município, pretende “consolidar e afirmar Alijó como um destino turístico sustentável e sustentado”, e é mais um exemplo “dos fortes” investimentos concretizados com vista à “valorização turística do território”.

Pelo concelho espalha-se já uma rede de 20 percursos pedestres, com cerca de 200 quilómetros, que passam nas 14 freguesias e “dão a conhecer todo o território e o seu património edificado e paisagístico”, desde miradouros, castros, espaços verdes, igrejas e capelas.

Artigo anteriorBARRICA: o novo restaurante do Porto em que o menu é surpresa
Próximo artigoNão espere pelo jantar, agora o XXL by Olivier abre também ao almoço e tem um menu para cada dia da semana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui