As portas do edifício nº 81 da Rua da Fábrica, uma das artérias mais vibrantes do centro histórico da cidade, dão as boas-vindas ao Asia Connection, um novo gastrobar que alia a experiência gastronómica de influência asiática ao ambiente de bar. O projeto é uma das mais recentes apostas na área da restauração do grupo liderado pelo empresário nortenho Miguel Camões, responsável por outros espaços de visita obrigatória na cidade, como o como o The Gin House, a Vermeturia da Baixa, o The Royal Cocktail Club ou o Zapata by Chakall

Aberto no horário de jantar, mesmo a tempo do fervilhar noturno da cidade, o espaço propõe um mergulho direto em combinações ousadas e imersivas nos sabores típicos da cultura asiática – para partilhar ou desfrutar a solo –, numa atmosfera cosmopolita e urbana, em que sobressalta o mural de cores fortes assinado pelo artista portuense “Fedor”.

A conexão com a gastronomia oriental é estabelecida desde logo nas entradas, com os Spring rolls de patocom molho de hoisin de framboesa (10€ – 4 unidades) e o Jiazo Zi de shiitake, espécie de bolinhos chineses cozinhados a vapor, com caldo trufado (9€ – 4 unidades). A escolha começa a ficar mais desafiante ao percorrer todas as opções de Bao mantou (11€ – 2 unidades), em que são introduzidas as fusões com diversas culturas, incluindo, a portuguesa, representada com a versão de Bao mantou de bacalhau fresco em tempura, molho de pimenta preta e pickles. A Vieira e Líchias, ambas cruas em ceviche asiático de leite de coco e salteadas com caril vermelho thai e caju (8,5€ – p/ unidade), são outras das propostas que saltam da lista de sugestões a não perder.

As receitas frescas e modernas, colocadas à prova para agradar até os paladares mais sensíveis, são a grande aposta do menu, que procura seguir à letra o provérbio chinês que explica que o segredo da longevidade é “comer a metade, andar o dobro e rir o triplo”. Aplicado ao Asia Connection, é o mesmo que dizer que todos os pratos têm uma forte inclinação para proporcionar momentos de partilha.

Carpaccio vietnamita com amendoim, molho de peixe e hóstias de camarão (10€), a Panqueca de kimchi e cheddar com ovo estrelado, molhos japoneses e alga (12€), o Udon dan dan (amendoim, sésamo e chili) com porco picado, gema e molho chili crisp (14€), o Arroz frito, envolvido em ovo camarão, chouriço chinês e molho XO (14€) são alguns dos concorrente na luta de quem ocupará o lugar central à mesa, não deixando escapar as opções vegetarianas, como a Beringela assada em molho de caril, crocantes e roti indiano (13€).

A promessa de boa fortuna da experiência está traçada também na secção das sobremesas, onde se destacam os sabores inusitados do Kulfi de manga, pistácio e cardamomo (5€), do Cheesecake de matcha e sésamo preto com molho de framboesa (5€) e do Mantou frito com gelado de amendoim e caramelo “satay” (7€).

Mas atenção: o espaço não seduz apenas pela oferta gastronómica. No menu do Asia Connection, os cocktails de assinatura recordam expressões e localidades asiáticas, que aqui se apresentam em interpretações imprevistas e exóticas… “como seria de esperar” ou, melhor dizendo, em japonês, Sasuga! (9,5€), uma das primeiras propostas. Em cada cocktail, uma curiosidade – em história e em sabor: Wabi Sabi (8€), a filosofia japonesa milenar que defende a beleza da imperfeição, resulta da conjugação de Sake, cordial de gengibre, puré de yuzu, sumo de limão e ar cítrico; Chiyoda (9€), região no centro de Tóquio, evidencia os sabores do Dewar’s White LabelMartini Rubino, goma “Yakitori” jalapeño e soda.

A carta de bebidas também dá a provar sabores exóticos com extensas coleções de Sakes (o restaurante reúne cerca de 30 referências), Kombuchas e Chás.

Artigo anteriorLust in Rio abre novamente espaço ao ar livre para o verão
Próximo artigoLuxo e gastronomia de renome mundial chegam a Lisboa com o primeiro Nobu Hotel and Restaurant

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui