Foi descoberto um crocodilo jurássico nas praias da Lourinhã, com cerca de 150 milhões de anos. Intitulado de “Mr. Holger”, em homenagem ao paleontólogo Holger Lüdtke, que já tinha descoberto o dinossauro anão Europasaurus holgeri, na Alemanha, o crocodilo jurássico foi um dos “mais bem preservados da Península Ibérica durante a sua época”.

De acordo com o comunicado, este animal, que seria semelhante aos crocodilos atuais, poderia chegar aos três metros de comprimento. Além disso, o crocodilo vivia em civilização com “alguns dos maiores dinossauros do final do jurássico”, como o Torvosaurus, o “maior carnívoro terrestre da Europa”, ou os saurópodes, gigantes de pescoço comprido, como o Supersaurus ou o Lusotitan.

Este achado, que foi comunicado ao Dino Parque e ao Museu da Lourinhã, revelou uma nova espécie para a paleontologia, que foi batizada de Ophiussasuchus paimogonectes. O nome quer dizer “crocodilo dos Ofiússa”, nome dado pelos antigos gregos ao território português, e “nadador de Paimogo”, a praia onde foi achado e de onde são provenientes algumas das descobertas paleontológicas de “maior importância internacional da Lourinhã”.

Artigo anteriorVisitámos o 2Monkeys, o mais recente projeto do Torel Palace Lisbon, e “jantámos na cozinha”
Próximo artigoDia dos Namorados no Convento do Espinheiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui