É o segundo destino da Emirates em Portugal. Depois de Lisboa, a companhia do Dubai aterrou nesta terça-feira pela primeira vez na invicta, onde vai estabelecer quatro rotas semanais.

No Aeroporto Francisco Sá Carneiro, o Boeing 777-200LR foi recebido com uma saudação de canhões de água, uma prática de cortesia comum em inaugurações de novas rotas. Este que será o aparelho usado pela companhia nesta rota, distingue-se pelos 38 assentos da classe executiva, que se reclinam completamente, transformando-se em camas que permitem maior comodidade em rotas longas, as mais habituais da Emirates. Na classe económica estão disponíveis mais 264 lugares, conferindo uma capacidade de 302 passageiros.

Para explicar a importância da nova rota para a companhia, o vice-presidente de operações comerciais para a Europa, disse que “o fascínio pelo Porto, com as suas atrações históricas e culturais, a mundialmente famosa produção de vinho do Porto e a localização no rio Douro permitiu que a cidade visse um aumento do número de visitantes. O nosso novo serviço contribuirá, portanto, para o crescimento económico do Porto e da região norte”, declarou Thierry Aucoc num discurso no Aeroporto do Porto depois da aterragem do aparelho.

Por outro lado, José Luís Arnaut, presidente do Conselho de Administração da ANA, Aeroportos de Portugal, afirmou que “a aposta da Emirates nesta rota é resultado de um esforço conjunto entre a companhia aérea, a ANA e todos os stakeholders da área de turismo da Região Norte. Estamos entusiasmados com esta nova rota, pois confirma o desenvolvimento e atratividade da região, como destino de negócios e lazer”.

A partir de agora, o Aeroporto do Porto passa a estar ligado à rede mundial da Emirates que tem o seu hub principal no Dubai, onde se conecta com 157 destinos, em 85 países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui