Alessandra Sio /Unsplash

O guia de viagens online TasteAtlas compilou as melhores comidas de rua com base nas classificações atribuídas pela sua audiência. Em primeiro lugar ficou o Roti canai, pão achatado tradicional da Malásia, mas o destaque no top 10 vai para o México com três iguarias.

10.Negima yakitori, Japão

Fonte: TasteAtlas

Negima é uma variedade de yakitori que é feita com coxas de frango fatiadas ou peitos de frango que são espetados junto com pedaços de cebola verde ou galesa (negi). Como outros tipos de yakitori, negima também é tipicamente temperado com sal (shio), ou um condimento de molho de soja espesso e sutilmente doce conhecido como tara .

Os ingredientes são alternados em espetos de bambu e depois são grelhados no carvão nas tradicionais grelhas yakitori. Negima é um dos tipos mais comuns de yakitori no Japão. É comumente preparado e servido em restaurantes e bares izakaya.

9.Tacos de Carne Assada, México

Fonte: TasteAtlas


Os tacos de carne assada são os primeiros tacos da história. Acredita-se que os primeiros tacos surgiram em 1500, feitos com finas fatias de carne cozidas em brasas. A carne foi colocada numa tortilha de milho e coberta com guacamole, cebola, pimenta e limão – também conhecido como taco de carne assada.

Com o tempo, as pessoas começaram a fazer outras versões em diferentes regiões, e hoje existe uma verdadeira taco-mania, e tudo começou com os simples tacos de carne assada.

8. Carnitas, México

TasteAtlas

Originário do estado mexicano de Michoacán, carnitas é um prato saboroso feito de carne de porco (geralmente partes da frente ou ombro de porco) que é refogada, assada ou cozida lentamente em sua própria gordura por um longo tempo até ficar totalmente macia e suculenta.

O calor é então aumentado até que a carne fique crocante por fora e possa ser desfiada. Carnitas, que se traduz em pequenas carnes , é frequentemente servida com tortilhas, acompanhadas de molhos, feijão, guacamole, limão ou legumes frescos. Em Michoacán, as carnitas são encontradas em todos os lugares, desde barracas de rua a restaurantes sofisticados, embora o prato seja mais frequentemente feito para ocasiões especiais, como o Natal.

7. Guotie, China

TasteAtlas

A variedade frita do bolinho jiaozi chinês, conhecido como guotie, é um bolinho do norte da China tipicamente recheado com carne de porco picada, repolho chinês, cebolinha, gengibre, vinho de arroz e óleo de semente de gergelim.

Texturas crocantes e macias são obtidas por um método especial de preparação; enquanto o fundo do bolinho está a fritar, uma pequena quantidade de líquido é adicionada à panela que é então tapada, permitindo assim que o restante do bolinho e o recheio cozinhem no vapor.

Quanto à forma, o guotie deve ser sempre comprido e reto, pois pode ficar de pé com mais facilidade e não cair durante a cozedura.

Embora a primeira menção conhecida de goutie remonte à dinastia Song, hoje são uma comida de rua popular, muitas vezes consumida como lanche, aperitivo ou acompanhamento.

6.Gringas, México

TasteAtlas

Gringas é um prato típico mexicano feito com tortilhas de farinha recheadas com carne de porco marinada, queijo e, mais comumente, fatias de abacaxi, embora cebolas, molho de pimenta e coentro possam ser adicionados ao prato de acordo com a preferência do cliente.
A combinação destes ingredientes é então grelhada da mesma forma que uma quesadilla. As tortilhas são geralmente dobradas ao meio e consumidas como um taco. Acredita-se que o nome do prato, uma forma feminina de gringo, tenha vindo da ideia de que as tortilhas de farinha são mais populares do que as tortilhas de milho ao norte da fronteira mexicana.


5. Paratha, Índia

TasteAtlas

De cor castanha-dourada, a paratha é um tipo de pão indiano que normalmente é consumido ao pequeno-almoço. O nome vem de uma combinação de palavras parat e atta (farinha), referindo-se à massa cozida e em camadas. Consiste em farinha de trigo integral que é assada em ghee (manteiga indiana) e vem em formas redondas, triangulares, quadradas ou heptagonais.

As parathas geralmente são recheadas com ingredientes como batatas cozidas, couve-flor, alho, gengibre, pimenta, paneer ou rabanete. Às vezes são acompanhados por picles, iogurte, chutneys caseiros ou caril de carne e vegetais. Em Punjab, paratha é tradicionalmente combinado com lassi, uma bebida popular à base de iogurte.

Embora o pão achatado tenha se originado em Peshawar, no Paquistão, ele espalhou-se por toda a Índia, onde pode ser encontrado em inúmeras barracas de rua e restaurantes à beira da estrada. A versão do sul da Índia é chamada de parotta.

4. Bánh mì, Vietname

TasteAtlas

Bánh mì (pronuncia-se ‘bun mee’) é uma popular variedade vietnamita de sanduíches que partilham o mesmo ingrediente principal – uma baguete. A baguete foi trazida para o Vietname durante o período colonial e hoje é um dos poucos legados que presiste da época.

O pão crocante, condimentos e carnes são todos legado do colonialismo francês e chinês, enquanto coentro, pimenta e picles refletem o gosto vietnamita por legumes frescos e sabores vibrantes. No início, a maioria dos sanduíches banh mi consistia em pão, carne e temperos, sem adição de vegetais.

Hoje, as possibilidades são praticamente ilimitadas – os sanduíches são recheados com frios, manteiga francesa, maionese fresca, patê de fígado, pepino, coentro, picles, molho de ostra, alho… e a lista continua. O pão deve ser leve, com uma crosta delicada e um interior macio, mastigável e macio, com um sabor levemente adocicado.

3. Karaage, Japão

TasteAtlas

Também conhecido como fritar a seco, o karaage é uma técnica culinária japonesa na qual vários alimentos são primeiro levemente revestidos com amido de araruta e depois fritos. O uso de amido de araruta preserva o teor de água natural dos alimentos fritos e produz uma superfície externa crocante, mas, alternativamente, outros ingredientes de revestimento, como farinha de trigo, tapioca ou amido de batata, também podem ser usados.

Karaage pode ser usado para fritar várias carnes e peixes, mas é mais frequentemente associado ao frango e envolve uma variante especial chamada tatsutaage , onde pedaços de frango são primeiro marinados numa uma mistura de saquê, molho de soja e açúcar que são levemente coberto com amido de araruta e frito.

Pratos japoneses de karaage geralmente são temperados com alho e gengibre e servidos com molho de soja à parte. 

2. Lumpiang Xangai, Filipinas

Fonte: TasteAtlas

Lumpiang Shanghai é a variedade mais popular de  lumpia , o lanche filipino frito crocante que evoluiu dos rolinhos primavera chineses. Embora a lumpia apareça em inúmeras variações, a versão de Xangai é caracterizada por um recheio saboroso que combina carne de porco ou carne moída com cenoura, cebola, vários temperos e (ocasionalmente) camarões.

O Lumpiang Shanghai é geralmente vendido em várias bancas de rua em todo o país, mas também é um prato básico servido em ocasiões especiais e festivas. Este lanche delicioso e crocante geralmente é servido acompanhado de molho agridoce.

1. Roti Canai, Malásia

Fonte: TasteAtlas


Roti canai é um pão achatado tradicional da Malásia feito com farinha, água, ovos e gordura. A massa para roti canai é dobrada repetidamente, para que o produto final tenha uma textura em camadas, um interior macio e uma camada externa crocante. A gordura mais comum usada no roti canai é o ghee, a manteiga clarificada tradicional indiana. Acredita-se que o prato seja originário da Índia quando os trabalhadores indianos que migraram para a Malásia trouxeram a receita e a tradição de preparar essa massa crocante para o país estrangeiro. Normalmente, é servido simples na sua forma redonda tradicional, como acompanhamento de caril.

Pode ser servido à parte ou rasgado em pedaços e misturado com o caril. No entanto, o roti canai é frequentemente servido como prato estrela, acompanhado de diferentes recheios e ingredientes salgados e doces. Se forem adicionados recheios adicionais, o roti canai geralmente é moldado em retângulos.

Este pão crocante é geralmente vendido por vendedores ambulantes chamados mamaks.

Confira a lista das 50 melhores comidas de rua do mundo:

Artigo anteriorSheraton Cascais lançou um novo brunch aos fins-de-semana, que assenta num conceito de street food
Próximo artigoO Dia dos Solteiros está próximo e a Vila Galé tem descontos especiais para se mimar neste dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui