Puro, com leite, branco, com amêndoas, com laranja, sem açúcar, cada um tem a sua versão preferida do chocolate. Se é fã incondicional de uma boa versão desta iguaria, este lista é para si. A Civitatis, a empresa líder na venda de visitas guiadas, excursões e free tours em português em todo o mundo, compilou os melhores destinos do mundo nos quais se pode desfrutar de chocolate. “Porque nem tudo o que é bom faz mal à saúde. E, se for acompanhado por uma viagem, sabe ainda melhor”.

Said, Roma

Como se tivesse saído diretamente de um conto de fadas, este estabelecimento romano é um dos grandes protagonistas da cena chocolateira italiana. Localizado numa pequena praça à qual se acede através de uma ruela que sai da Via Tiburtina, na capital italiana, esta antiga fábrica de doces “quase escondida” é, seguramente, o melhor sítio para desfrutar do chocolate em todas as suas formas. Lá, o viajante poderá provar o produto em um dos seus cadeirões de forma informal ou entrar diretamente no restaurante, onde elaboram pratos complexos cujo protagonista é, claro, o cacau.

Wittamer, Bruxelas

A Bélgica não podia faltar nos lugares cimeiros da lista, tendo em conta que estamos a falar de chocolate. No entanto, vamos deixar de parte os lugares mais típicos (dentro do país com a maior fama chocolateira do mundo) para levá-lo a um recanto muito especial da capital belga: a chocolataria Wittamer. No número 6 da Place du Grand Salon se encontra uma loja centenária que conta com um chocolate e uns maracons deliciosos. É certo que não se trata de um lugar “desconhecido”, mas é muito menos famoso do que estabelecimentos como o Leonidas ou o Neuhaus. Ainda assim, a qualidade do chocolate não lhes fica atrás.

Läderach, Suíça

Localizada na Rue de la la Tour-de-I’lle, no coração de Genebra, esta chocolataria tem disponíveis os melhores chocolates da Suíça, além das marcas comerciais que os turistas normalmente preferem. É impossível visitá-la sem provar alguma das centenas de variedades de chocolate que oferece. É algo cara, mas vale a pena.

Hugo & Victor, Paris

Os melhores mestres chocolateiros do mundo parecem concentrar-se em Paris, onde o viajante encontrará as chocolatarias mais exclusivas, melhor desenhadas e com os bombons mais espetaculares do mundo. A par da Manufactrure d’Alain Ducasse, a Maisson du Chocolat e os restantes lugares dedicados à mais alta forma de elaboração do cacau, este estabelecimento parisiense abriu caminho entre os gigantes para trazer um dos melhores chocolates do mundo.

Schokov, Viena

Os sabores mais curiosos encontram-se neste estabelecimento de Viena onde podemos provar mais de 200 variedades de chocolate orgânico. Alguns dos mais vendidos são os de lavanda e de azeite, embora o melhor é visitar este lugar durante uma das suas “noites de degustação” e aprender sobre cacau na companhia de um vinho especialmente escolhido de acordo com os chocolates que vamos provando. Schocov não é apenas uma chocolataria; é uma verdadeira experiência.

Conspiracy Chocolate, Hong Kong

O mestre chocolateiro criador deste pequeno estabelecimento teve sempre a certeza de que queria oferecer um produto muito pessoal, mas sem descuidar a qualidade. Assim nasce o Conspiracy, um estabelecimento onde pode provar o melhor chocolate de Hong Kong misturado com pimenta-de-sichuan, yuzu ou CBD. Elaborado apenas com sementes de uma quinta vietnamita, o projeto do Conspiracy é o melhor da lista para os viajantes que procuram provar algo diferente sem descuidar o amor pelo cacau.

Kee’s, Nova Iorque

Os chocolates caseiros de Kee’s ganharam um lugar no panorama mais doce e inovador da capital do mundo moderno. Até 2002, Vosges, Jack Torres e la Maison du Chocolat ocupavam todas as listas de lugares recomendados para comprar chocolate em Nova Iorque. Depois, chegou Kee’s para mudar tudo, com os seus doces elaborados diariamente e a possibilidade de ver a sua elaboração ao vivo, o que faz as delícias dos turistas!

Bubó, Barcelona

O sonho para o qual Bubó surgiu acabou por se tornar realidade: montar um pequeno estabelecimento que desse um abanão a tudo o que se conhecia até ao momento. Este objetivo foi alcançado à base de trabalho, qualidade e, claro, um design espetacular que faz lembrar uma joalharia. As elaborações mais tradicionais misturam-se com inovação máxima, destacando sempre o cuidado pela matéria prima e a atenção especial ao seu principal ingrediente: o cacau. Tudo isso faz do Bubó uma paragem obrigatória para os viajantes amantes do chocolate.

Artigo anteriorFãs de Elton John: vem aí um concerto de tributo ao cantor no Palácio de Congressos do Algarve
Próximo artigoZoo Santo Inácio: Festival Luzes Selvagens arranca este sábado no Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor coloque aqui o seu comentário
Por favor coloque o seu nome aqui